MATANDO A SUA SAUDADE - GRUPO DE AMIGOS

MATANDO A SUA SAUDADE - GRUPO DE AMIGOS
MATANDO A SUA SAUDADCE - GRUPO DE AMIGOS

RÁDIO PALESTINA FM 104,9

rádio palestina fm

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Miss que renunciou a título nos EUA diz que fez pornô por ser 'divertido'

Site do concurso ainda trazia nesta quinta Melissa King como campeã

G1 28 Fevereiro de 2013 - 14:02 

Foto: Reprodução
Melissa, que havia vencido o concurso em novembro de 2012 
 
 
A americana Melissa King, de 18 anos, que renunciou ao título de Miss Delaware Teen depois que um vídeo pornô amador foi publicado em um site de conteúdo adulto, alega que fez o pornô porque "pensou que seria divertido" e "precisava de dinheiro".
Melissa, que havia vencido o concurso em novembro de 2012, deve ser substituída pela vice-campeã Hailey Lawler. Apesar da renúncia da candidata de Delaware, o site do concurso ainda não havia sido atualizado nesta quinta-feira e trazia Melissa King como campeã.
De acordo com a imprensa americana, ela enviou uma carta de renúncia na terça-feira (26), mesmo dia em que o vídeo pornô estrelado por ela ganhou destaque na internet. Melissa havia gravado o vídeo pornô cinco meses antes de disputar o concurso de beleza.

Melissa King estrelou vídeo pornô 5 meses antes de concurso (Foto: Reprodução)Melissa King estrelou vídeo pornô 5 meses antes de concurso (Foto: Reprodução)

Liminar que pede pensão a filhos de vítima da Kiss é negada

Ação proposta por Polli deu entrada no Fórum de Santa Maria em 14 de fevereiro, 18 dias depois da tragédia

Terra 28 Fevereiro de 2013 - 15:07 

Foto: Reprodução/Facebook
Rosane Fernandes Rehermann, 45 anos, morreu no incêndio na casa noturna em Santa Maria 
 
Com a tragédia na boate Kiss, que matou 239 pessoas no dia 27 de janeiro, o sustento de dois filhos de uma das vítimas ficou ameaçado. Marília Fernandes Rehermann Freitas, 25 anos, e Pedro Rafael Rehermann Caliço, 16 anos, perderam a mãe, a oficial escrevente Rosane Fernandes Rehermann, 45 anos, que estava na casa noturna com o marido, Luiz Antônio Xisto, que também morreu no incêndio. De uma hora para outra, os dois filhos ficaram sem proventos para continuar estudando em Santa Maria. Por isso, o advogado Fernando Gabbi Polli, que já tinha Rosane como cliente, entrou com uma ação pedindo uma pensão para Marília e Pedro. Uma liminar foi negada pelo juiz Michel Martins Arjona, da Comarca de Santa Maria.
A ação proposta por Polli deu entrada no Fórum de Santa Maria em 14 de fevereiro, 18 dias depois da tragédia. Em caráter liminar, o pedido foi o pagamento de uma pensão mensal aos filhos de Rosane no valor de R$ 4.593,26 (dividido entre os dois), referente à remuneração mensal bruta da servidora pública falecida, e da reserva de bens pertencentes aos donos da Kiss, Elissandro Spohr, o Kiko, e Mauro Hoffman, que já tiveram o bloqueio determinado pela Justiça em outra ação proposta pela Defensoria Pública do Estado.
Marília e Pedro perderam a mãe Rosane no incêndio da casa noturna em Santa Maria Foto: Facebook / Reprodução
Marília e Pedro perderam a mãe Rosane no incêndio da casa noturna em Santa MariaFoto: Facebook / Reprodução
Marília é estudante da Licenciatura em Sociologia na Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). Pedro era aluno do Ensino Médio em um colégio particular da cidade. Ela mora na Casa do Estudante. Ele residia com a mãe. Agora, além de não ter a presença dela por perto, eles não têm herança, pois Rosane não deixou bem algum. Por isso, a família da oficial escrevente, formada por pessoas simples em Uruguaiana – que não teriam condições financeiras de sustentar Marília e Pedro –, pediu ao advogado que ingressasse com a ação. Nos argumentos do pedido judicial, o advogado disse que os filhos da vítima não podem esperar “a apuração completa e pormenorizada da culpa pela tragédia, uma vez que se encontram desamparados, necessitando do imediato pensionamento para a garantia da sobrevivência”.
A pensão seria mais necessária pelo fato de o pai de Marília já ter morrido há algum tempo. Já o de Pedro mora em Uruguaiana e não tem as mínimas condições de manter o filho em Santa Maria. Por enquanto, Marília deve ficar mais um tempo na cidade, pelo menos até a concluir sua graduação na UFSM. Já Pedro deve ir para Uruguaiana. 
Prefeitura e Estado como réus
Além dos dois sócios da Kiss, o processo tem como réus o governo do Estado e a prefeitura de Santa Maria. Por envolver entes públicos, o processo foi distribuído para a 1ª Vara da Fazenda Pública de Santa Maria. No último dia 15, o juiz Michel Martins Arjona negou a liminar pedida pelo advogado dos filhos de Rosane. A ação vai seguir seu curso normal, mas a urgência da necessidade de Marília e Pedro vai levar Fernando Gabbi Polli a entrar com um recurso da decisão junto ao Tribunal de Justiça (TJ-RS).
Em sua decisão, o juiz argumentou que, para conceder a pensão, seria necessário que já tivesse sido demonstrado que houve um ato ilícito na tragédia da Kiss e que já tivesse sido apontada a responsabilidade de cada um dos réus. O magistrado alega, então, que o inquérito policial ainda não foi concluído e que, por isso, esses quesitos ainda não podem ser apontados.
Michel Martins Arjona ainda sustentou, em sua decisão, que Marília tem 25 anos e está “plenamente” apta a trabalhar. Além disso, ele diz que decisões anteriores do TJ-RS tem fixado a pensão mensal dos filhos somente até a maioridade e, em casos expecionais, até os 25 anos, quando eles estão estudando. Outra alegação para não conceder a liminar é que Pedro, por ter menos 18 anos, estaria apto a receber uma pensão do Instituto de Previdência do Estado (IPE), já que Rosane era servidora pública estadual. 
Argumentos do recurso
Já está pronto parte dos argumentos para o recurso do advogado que representa os filhos de Rosane: “Em recurso, afirmamos que a pensão previdenciária tem natureza diversa da pensão inerente de ato ilícito. Portanto, não caberia basear o indeferimento da liminar sob a alegação de que Pedro receberia pensão previdenciária e a Marília ser maior de 24 anos.”, diz Fernando Gabbi Polli.
 

Funcionária do governo dos EUA é assassinada em hotel do Rio

Suspeito foi detido; Victoria Ticaciuv, de 38 anos, estava na cidade desde o dia 15 de fevereiro

G1 28 Fevereiro de 2013 - 16:32 

  Câmeras de motel registraram chegada da americana com o suspeito do crime 


A americana Victoria Ticaciuv, de 38 anos, que teria sido morta pelo carioca Alessandro Rufino Oliveira Carvalho, de 42 anos, estava de férias no Rio de Janeiro desde o dia 15 de fevereiro. A informação foi confirmada ao G1 pelo delegado Rivaldo Barbosa, da Divisão de Homicídios (DH), que investiga o caso.
G1 teve acesso a imagens do circuito interno de câmeras do hotel. A gravação ao lado exibe a entrada do suspeito e da americana entrando no local juntos e depois a saída dele sozinho.
O crime ocorreu no dia 20 de fevereiro, no Hotel Casa Blanca, na Rua do Lavradio, na Lapa. Victoria era funcionária do governo americano e chegou à cidade no dia 15 deste mês. Ela estava hospedada em um hotel em Copacabana, na Zona Sul. À polícia, o suspeito disse que conheceu a estrangeira em uma feira e negou ter cometido o assassinato.
"Funcionários do hotel em Copacabana, onde Victoria estava hospedada, perceberam que ela não retornou da rua após dois dias e avisou à polícia do desaparecimento. Após investigação junto com a DEAT e com a embaixada americana, nós encontramos o autor do crime através de imagens da câmera de segurança do hotel", explicou o delegado Rivaldo Barbosa, que acrescentou ainda que a americana ainda iria visitar outras cidades brasileiras:


Alessandro Rufino é suspeiro do crime  (Foto: Renata Soares/G1) 
Alessandro Rufino é suspeiro do crime
(Foto: Renata Soares/G1)


"Ela ia fazer um tour pelo Brasil pela primeira vez. Victoria estava no Rio e ainda iria para Salvador, Cuiabá, Amazonas e São Paulo. No dia do crime, eles estavam em um bar. Ele teria embriagado a vítima e, de lá, conseguiu levá-la para o motel, onde a matou esganada", completou.
A americana era divorciada, morava e trabalhava em Washington. O corpo dela ainda permanece no Instituto Médico Legal (IML) do Rio. "A embaixada americana já tomou as providências para a liberação do corpo. Mas a polícia ainda aguarda para saber se será necessário algum exame a mais para esclarecer algum outro fato", disse Rivaldo.
Prisão
O suspeito foi preso na madrugada desta quinta-feira (28), na Rodovia Presidente Dutra, na altura de Resende.Alessandro  estava em um ônibus, voltando de São Paulo, para onde foi um dia após o crime. Ele é ex-bombeiro e foi expulso da corporação em 2005, quando foi preso por outro crime - o suspeito já havia sido condenado a onze anos de prisão por atentado ao pudor e constrangimento. Ele cumpriu oito anos e depois foi solto.
Alessandro Rufino vai responder por homicídio duplamente qualificado e roubo, porque também pegou pertences e documentos da vítima. Na delegacia, ele disse que é inocente. "Funcionários disseram também que para ele sair do hotel ele usou a desculpa de que queria comer cachorro-quente", concluiu o delegado Rivaldo Barbosa, da DH.
 

Cantora Anastacia anuncia que está com câncer e cancela turnê

Anastacia foi diagnosticada, pela segunda vez, com câncer de mama. Apesar da doença, ela levará adiante a gravação de seu novo álbum

Caras 28 Fevereiro de 2013 - 14:05 

 

 

Anastacia (44) foi diagnosticada com câncer de mama. A cantora que já venceu outro câncer de mama em 2003 foi forçada a cancelar a turnê que começaria em abril pela Europa.
Por meio de um comunicado em sua página oficial no Facebook, a artista declarou que se sente desapontada com a situação: “Estou me sentindo péssima por deixar pra baixo os meus fãs incríveis que estavam ansiosos com a turnê ‘It’s a man’s world Tour’. Essa situação me deixa desapontada”, declarou.
Segundo a publicação, Anastacia continuará a compor e gravar o novo álbum, apesar do diagnóstico. Ela pretende retomar a agenda de shows logo que possível. Ainda de acordo com a mensagem, o dinheiro dos ingressos dos shows vendidos vão ser devolvidos.
A turnê havia sido programada para começar em Londres, em 6 de abril.
 

Homem de Ferro 3 | Novo pôster mostra muitas armaduras e herói na pior

Tony Stark na pior, com armadura danificada, mas ajoelhado na clássica pose de reunir as forças para vitória.

Cinelong 28 Fevereiro de 2013 - 15:47 

Homem de Ferro 3 ganhou mais um poster. Depois da leva que mostrou o Patriota de Ferro, o vilão de Guy Pearce, Pepper Potts e o Mandarim, agora Tony Stark aparece na pior.
Mas não totalmente, como todos sabem, a posição do herói ajoelhado é a senha do momento da reviravolta, quando ele reúne as forças e a autoconfiança para vencer o inimigo.
E a Marvel, como de costume, pega as ideias da distinta concorrência… afinal já vimos em um trailer recente um outro herói que também terá filme esse ano se ajoelhando e tals…
Enfim, destaque para o monte de armaduras que aparecem ao redor. Muitos homens de ferro no filme.


Homem de Ferro 3 - poster


Na trama do filme, o brilhante industrial Tony Stark/Homem de Ferro enfrentar um inimigo que não conhece limites. Quando Stark encontra seu mundo pessoal destruído nas mãos de seu inimigo, ele embarca em uma busca angustiante para encontrar os responsáveis. Esta viagem irá testar o seu valor e sua coragem será testada.
Encurralado, Stark é precisa sobreviver com seus próprios recursos, confiando em seu instinto para proteger as pessoas mais próximas a ele. Enquanto ele contra-ataca descobre a resposta para a pergunta que secretamente o assombrava: é o homem que faz a armadura ou é a armadura que faz o homem?
A direção do terceiro filme fica por conta de Shane Black e a trama terá como base a tecnologia de nano-robôs e o vilão de Ben Kingsley irá desempenhar o papel de um propagador de um nano-vírus. Robert Downey Jr. volta a interpretar o gênio, bilionário e playboy Tony Stark, além de Gwyneth Paltrow e Don Cheadle, que também retornam a seus papéis. Também estão confirmados no elenco Ben KingsleyGuy PearceRebecca HallAndy Lau e James Badge Dale. Há rumores de que Scarlett Johansson também possa voltar com sua Viúva Negra.
Homem de Ferro 3 tem estréia prevista para 03 de maio de 2013, mas no Brasil ele chega com uma semana de antecedência, dia 26 de abril.
 

'Salve Jorge': Lurdinha vira mulher de bandido

Globo 28 Fevereiro de 2013 - 16:37 


 


Lurdinha nunca escondeu seu fascínio por traficantes e armas. Mas, agora, vai engatar um romance de verdade com um criminoso chamado Boca, o que vai lhe render o apelido de Maria Carceragem.
Ostentando um cordão de ouro presenteado pelo novo namorado, a periguete vai levar várias broncas de Delzuite (Solange Badim). Mas não vai nem ligar.
"Eu acho bonito mermo! Quem fala é porque tá despeitado! Quero ver qual é a mulher aqui que não queria tá com a moral que eu tô!", diz ela à mãe.
Diva (Neusa Borges) também chamará a atenção da menina, lembrando que Delzuite mandou que ela devolvesse o cordão. Receberá outra resposta mal-criada.
"Minha mãe é besta, dona Diva! Fica lá se matando de trabalhar pra dar boa vida a Pescoço (Nando Cunha) em vez de arranjar quem dê boa vida pra ela! Eu não, eu quero é quem me banque!".
 

Delegada Helô rouba a cena em ‘Salve Jorge’

Na próxima semana, Helô descobre que Russo na verdade é Alejandro, motorista que trabalhou para Lívia 'Salve Jorge'

Yahoo 28 Fevereiro de 2013 - 15:18 

O capítulo de 'Salve Jorge' da última quarta-feira (27) foi emoção pura, tudo graças à delegada Helô (Giovanna Antonelli), que está com sangue nos olhos atrás de qualquer pista sobre os traficantes.
E ela está chegando bem perto da verdade!
  
 
Wanda é desmascarada

As melhores cenas que foram ao ar no folhetim exibiram o enfrentamento entre Helô e Wanda (Totia Meirelles) e uma perseguição no shopping, com direito a arma e tudo. Isso porque a delegada descobriu que a vilã e Djanira são a mesma pessoa.
Na próxima semana, o toque policial em 'Salve' vai se intensificar.
No capítulo do dia 6 de março, Helô descobrirá que Russo (Adriano Garib), gerente do café no qual Morena (Nanda Costa) trabalhava na Turquia, é Alejandro, o motorista que trabalhou para Lívia (Claudia Raia) e Haroldo (Otaviano Costa), quando o advogado foi baleado.
 
Morena aproveita a liberdade

No dia seguinte, Morena entrará em contato com Helô novamente e mandará uma mensagem como o nome de Irina (Vera Fischer). "Wanda?", escreverá a esposa de Stenio (Alexandre Nero).
Com medo, Morena não vai responder nada, pelo menos por enquanto.
Ao que tudo indica, a personagem de Giovanna Antonelli tem tudo para ganhar cada vez mais espaço na nova fase de 'Salve Jorge'. Seria um grande acerto de Glória Perez!
Em tempo: Da mesma forma que Giovanna, Totia Meirelles está dando um show de interpretação na pele da vilã Wanda.
Também dá gosto de ver Morena livre, leve e solta agora que se livrou dos bandidos.
Finalmente...
 
Helô descobre que Wanda e Djanira são a mesma pessoa

Corinthians vence Millonarios em jogo com quatro pagantes

Primeira vitória veio dos pés de Guerrero e Alexandre Pato; Millonarios teve um jogador expulso

Terra 28 Fevereiro de 2013 - 00:04 

Foto: Terra
Alexandre Pato comemora depois de ampliar para o Corinthians no Pacaembu 

Veio sem sustos a primeira vitória do Corinthians na Copa Libertadores. Nesta quarta-feira, no Estádio do Pacaembu, a equipe alvinegra derrotou o Millonarios por 2 a 0 em jogo que contou com uma peculiaridade: portões fechados, determinação da Conmebol por conta da morte do jovem boliviano Kevin Espada, 14 anos, alvejado por sinalizador disparado por torcedor corintiano na partida contra o San José, na última quarta.
A ordem de portões fechados da Conmebol, entretanto, não significou ausência completa de torcedores. Quatro corintianos conseguiram driblar a punição por meio de liminar emitida pela Justiça comum e acompanharam a partida a partir das numeradas do Pacaembu.
O quarteto viu o Corinthians chegar a quatro pontos pelo Grupo 5 da Libertadores, que é liderado pelo Tijuana, detentor de seis pontos. Na segunda posição, o time brasileiro desafiará o primeiro colocado na próxima quarta-feira, às 22h, no México.
O técnico Tite promoveu algumas mudanças em seu time titular nesta noite. Jorge Henrique, lesionado, foi desfalque. Já Emerson, que não está na sua melhor forma física e foi punido por atrasos em treinamentos, ficou no banco como opção. Com isso, a equipe foi armada com quatro homens no meio de campo - Ralf, Paulinho, Danilo e Renato Augusto - e a dupla de ataque formada por Guerrero e Alexandre Pato.
O jogo
O Corinthians já iniciou a partida com domínio pleno. A equipe trocava passes em velocidade no campo de ataque e, com forte marcação, impedia o time colombiano de ir ao ataque. Não demorou muito para que o placar fosse inaugurado. Aos 10min, Renato Augusto cobrou escanteio, Paulinho desviou e Guerrero finalizou firme para vencer o goleiro Luis Delgado.
Se o silêncio no estádio dava impressão de treino, este seria um trabalho de ataque contra defesa. Em raras ocasiões o Millonarios conseguia avançar ao ataque, mas sempre sem ameaçar o goleiro Cássio. Do outro lado, Alexandre Pato e Guerrero se movimentavam bastante e criavam problemas ao adversário.
Com o passar do tempo, entretanto, o jogo passou a ficar monótono. O Corinthians não diminuiu seu ímpeto ofensivo, mas também não conseguia mais criar tanto perigo para Delgado.
O time da casa voltou a atacar depois do intervalo e conseguiu seu segundo gol aos 3min. Depois de boa jogada de Danilo, Ralf cruzou e Pato completou em cima do goleiro Delgado, que não fez a defesa. Na comemoração, o atacante correu ao alambrado e dedicou o gol ao fisioterapeuta Bruno Mazziotti.
Depois do gol, a partida mudou seu panorama, com o Millonarios passando a controlar mais a bola no ataque. O goleiro Cássio, entretanto, praticamente só assistia, enquanto os jogadores do time colombiano erravam passes e finalizações a sua frente. Para dificultar ainda mais a situação dos visitantes, Martínez foi expulso aos 31min após carrinho em Renato Augusto.
Com o tempo se reduzindo, Tite aproveitou para dar novo fôlego ao time. Entraram no Corinthians Douglas, Emerson e Romarinho, sendo que Danilo, Renato Augusto e Alexandre Pato foram substituídos. O trio entrou demonstrando vontade, mas não foi suficiente para conseguir o terceiro gol.
Corinthians 2 x 0 Millonarios
CORINTHIANS: Cássio; Alessandro, Gil, Paulo André e Fábio Santos; Renato Augusto (Douglas), Paulinho, Ralf e Danilo (Romarinho); Alexandre Pato (Emerson) e Guerrero. Treinador: Tite
MILLONARIOS: Delgado; Ochoa, Ithurralde, Franco e Martínez; Candelo (Mosquera), Otálvaro, Robayo (Ortiz) e Blanco; Rentería e Montero (Perlaza). Treinador: Hernán Torres
Gols: Guerrero, aos 10min do primeiro tempo, e Alexandre Pato, aos 3min do segundo tempo
Cartões amarelos: Renato Augusto e Emerson (Corinthians) e Franco (Millonarios)
Cartões vermelhos: Martínez (Millonarios)
Árbitro: Nestor Pistana (ARG)

Médica do PR é transferida pela polícia para prisão feminina

Virgínia Soares de Souza, acusada de homicídio qualificado pela suspeita de ordenar antecipação de mortes de pacientes

Estadão 27 Fevereiro de 2013 - 21:27 

Foto: Divulgação / Diário do Estado
Médica Virgínia Soares de Souza 
 
A médica Virgínia Soares de Souza, acusada de homicídio qualificado pela suspeita de ordenar a antecipação de mortes de pacientes na UTI do Hospital Evangélico, em Curitiba (PR), e que estava presa no Centro de Triagem, em Curitiba (PR), foi transferida, no início da noite desta quarta-feira, para a Penitenciária Feminina de Piraquara, na Região Metropolitana de Curitiba, sob ordem da cúpula de segurança do Estado.
Ela estava detida desde o dia 19 deste mês. A transferência de Virgínia aconteceu no mesmo dia em que o advogado de defesa, Elias Mattar Assad, requereu um "habeas corpus" de sua cliente junto ao Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR).
Segundo Assad, essa transferência é uma represália à forma como a defesa de Virgínia vem agindo no caso, e é ilegal. "O que estão fazendo, não dando acesso às informações, beira o fascismo. Além disso, Virgínia é uma pessoa com nível superior e precisaria estar em uma condição especial, conforme a lei", afirmou. A polícia não se pronunciou.
 
 

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Segundo pesquisa, Bíblia é o livro mais lido no Brasil

Livros didáticos ficam em segundo lugar

Estadão 27 Fevereiro de 2013 - 18:22 

Foto: Ilustração
 
 
Quase todos os professores de escolas públicas no Brasil (98%) usam livros didáticos, segundo levantamento do QEdu: Aprendizado em Foco, uma parceria entre a Meritt e a Fundação Lemann, organização sem fins lucrativos voltada para a educação. Do restante, 1% acredita que o livro não é necessário e 1% não usa porque a escola não tem.
O levantamento é baseado nas respostas ao questionário socioeconômico da Prova Brasil 2011, aplicado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Além disso, os livros didáticos ocupam o segundo lugar dentre os mais lidos pelos brasileiros, logo depois da Bíblia, segundo levantamento do Instituto Pró-Livro. No Dia Nacional do Livro Didático, comemorado nesta quarta-feira, 27, a Agência Brasil conversou com especialistas sobre o papel dessas obras no ensino brasileiro.
“O livro didático é, ainda hoje, a principal ferramenta de professores e alunos, e ainda é o principal referencial educativo”, diz a professora da Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo (USP) Circe Fernandes Bittencourt, coordenadora do Livres, site que reúne as obras escolares de 1810 a 2005. Segundo Circe, ao longo do tempo o Brasil teve grandes avanços, mas ainda o livro é pensado para o professor.
“O aluno ocupa o papel de um consumidor dependente. Não é ele quem escolhe o livro didático. A luta hoje é por maior autonomia, para que os alunos usem os livros sem precisar sempre de uma orientação do professor”. Circe acrescenta que um bom professor é aquele que conhece os alunos e é capaz de fazer uma aula voltada para as necessidades dos estudantes. Esse é o objetivo de Cláudio Antunes Correia, professor no Distrito Federal e diretor de Políticas Educacionais do Sindicato dos Professores no Distrito Federal (Sinpro-DF). Este ano, ela está fora da sala de aula, mas lecionou de 1993 a 2012.
“O livro didático não é a única ferramenta, nem a principal, mas é necessária. Tentamos mesclar os livros com textos e exercícios, outras referências que trazemos para sala de aula”, diz Correia. Apesar do esforço para selecionar a obra mais adequada, a pesquisa do QEdu, mostra que 17% dos professores, o que equivale a 36,5 mil docentes, não receberam o livro que solicitaram. Além disso, 7% dos professores (15 mil) dizem que os alunos não receberam o material no início do ano letivo.
No ensino público, o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), por meio do Programa Nacional do Livro Didático (PNLD) é o responsável pela aquisição e distribuição dos livros. A distribuição é feita diretamente pelas editoras às escolas, por meio de um contrato entre o FNDE e a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT). Os livros devem chegar às escolas entre outubro e o início do ano letivo. Nas zonas rurais, as obras são entregues na sede das prefeituras ou das secretarias municipais de Educação, que devem entregá-las às escolas.
O PNLD é executado em ciclos trienais, ou seja, a cada ano o FNDE compra e distribui livros para todos os alunos de determinada etapa de ensino, repõe e complementa os livros reutilizáveis para outras etapas. Em 2012, foram comprados livros para os alunos do ensino médio, com investimento de R$ 883,5 milhões para a etapa, para atender a 9,3 milhões de estudantes entre o ensino regular e a Educação de Jovens e Adultos (EJA). Esse número supera o do Censo Escolar 2012, no qual são registrados 8,1 milhões de alunos. Além disso, houve a reposição dos livros para o ensino fundamental, somando mais R$ 443,5 milhões.
Para 2013, o investimento foi R$ 1,2 bilhão. Pela primeira vez, escolas do campo de 1.º ao 5.º anos com mais de 100 estudantes receberão obras selecionadas. Está aberto o processo seletivo para as obras a serem disponibilizadas no ano letivo de 2015. As inscrições vão até o dia 21 de maio e as editoras podem também apresentar obras multimídia, que reúnam livro impresso e digital.
 

Justiça confirma proibição da venda de cigarros com sabor no país

Desembargador do TRF-1 derrubou liminar que suspendia norma da Anvisa. Pela regra, cigarros com sabor só podem ser vendidos até setembro

G1 27 Fevereiro de 2013 - 19:19 

Foto: Reprodução
Justiça confirma proibição da venda de cigarros com sabor no país 
 
 
O desembargador Jirair Aram Meguerian, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1), confirmou a validade de resolução da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) que prevê a proibição da venda de cigarros com sabor no país. A decisão foi tomada na terça (26) e divulgada nesta quarta-feira (27).
A decisão revogou liminar da Justiça Federal do Distrito Federal, obtida pelo Sindicato Interestadual da Indústria do Tabaco (Sinditabaco), que suspendia a norma da Anvisa. Na avaliação do desembargador, os aditivos aromáticos, como o mentol e o cravo, ampliam os prejuízos à saúde. O Sinditabaco pode recorrer ao próprio TRF-1 e depois a tribunais superiores.
A proibição da venda de cigarro com aditivos aromáticos foi estabelecida na resolução 14/2012, publicada pela Anvisa em março do ano passado.
Pela regra, as indústrias tinham 18 meses, a contar da publicação, para retirar do mercado cigarros com sabor. Esse prazo vence em setembro próximo. Eles ainda terão mais seis meses para não sofrerem punições. No caso de outros derivados de tabaco, como fumos para cachimbos, o prazo é de 24 meses. A resolução afirmou que os produtos só poderiam ser fabricados no país para exportação.
Em decisão de 25 páginas, o desembargador apresentou dados sobre o consumo de cigarro e apontou que cerca de 90% dos fumantes tornam-se dependentes da nicotina entre 5 e 19 anos. "Há risco de letalidade no consumo normal do cigarro, sendo que os aditivos cujo uso está vedado pela resolução são atrativos para aumentar ou até iniciar seu consumo", argumentou o desembargador.
Impacto
Segundo a Anvisa, o número de marcas de cigarro com sabor disponíveis no mercado quase dobrou entre 2007 e 2010, de 21 para 40. Cerca de 600 aditivos são usados na fabricação de cigarros – 10% da massa de um cigarro é, na verdade, composta por aditivos.

Os produtores afirmam que 2,5 milhões de empregos estão ligados à cadeia produtiva do cigarro, especialmente na região Sul. Cerca de 15% do tabaco produzido no Brasil é voltado para o mercado interno. Os principais compradores são os países da União Europeia e do Extremo Oriente.
timeline cigarro (Foto: Arte)
 

Tiririca grava CD em que canta sua experiência como político

Segundo publicação, Tiririca se decepcionou com a política e, desde que foi eleito, “perdeu seu sorriso”

G1 27 Fevereiro de 2013 - 18:06 

Foto: G1
 
 
Eleito deputado federal com uma votação recorde em 2010, o palhaço Tiririca (PR-SP) gravou um CD no qual conta sua experiência como parlamentar. Intitulado “Tiririca – Direto de Brasília”, o disco tem 13 faixas, das quais uma se chama “Estou no Poder".
Segundo o deputado, a música é um "desabafo" em razão das críticas que recebeu ao ser eleito, motivadas, especialmente, por acusações de que era analfabeto. O parlamentar correu o risco de não tomar posse por conta de denúncias de que ele não sabia ler nem escrever.

Um dos trechos da música diz que muitas pessoas fizeram “fofocas”, afirmando que ele não sabia ler.

“Eu cheguei no poder; todo mundo está vendo; eu cheguei no poder e agora estou podendo; me criticaram bastante, disseram que eu não sabia ler; fizeram muitas fofocas, que eu não sabia escrever; fiz o teste, passei e todo mundo viu; e os que me criticaram vão para...”, canta Tiririca na música.
O álbum é o sexto CD de Tiririca, artista que ficou famoso no país inteiro com o hit “Florentina”. Segundo o deputado, a maioria das músicas do novo disco é de sua autoria.
Nesta terça (26), Tiririca foi tema de reportagem publicada na versão online do jornal “Financial Times”, um dos periódicos mais prestigiados do mundo.
Com o título de “Palhaço político do Brasil perde seu sorriso”, a reportagem resgatou a trajetória do humorista brasileiro e sua imersão no cenário político, nos últimos dois anos.
Segundo a publicação, Tiririca se decepcionou com a política e, desde que foi eleito, “perdeu seu sorriso”. O palhaço que virou deputado com 1,3 milhão de votos afirmou ao diário inglês que não pretende disputar a reeleição no ano que vem.
Na manhã desta terça, Tiririca visitou o comitê de imprensa da Câmara dos Deputados. Na conversa com os jornalistas, ele brincou, contou piadas e dançou ao ritmo de sua nova música.
Apesar de ter decidido deixar a vida política assim que concluir o mandato, o deputado do PR afirmou que guardará boas memórias da experiência no Congresso Nacional.
“Isso aqui é uma experiência para mim muito bacana. Saindo daqui (da Câmara), jamais vou falar alguma coisa de mal ou ruim dos colegas deputados. Eu não vou brincar. Material até tem aqui dentro se você quiser fazer humor. Foi uma experiência boa, legal”, contou o parlamentar.
Tiririca disse que nunca sofreu discriminação ou preconceito dos congressistas. "Pelo contrário", afirmou. De acordo com o humorista, ele, inclusive, é assediado pelos colegas de Legislativo. Ele contou que já deu autógrafos para deputados, filhos de parlamentares e assessores.
 

O Espetacular Homem-Aranha 2 | Veja as primeiras imagens da nova Mary Jane

Cinelong 27 Fevereiro de 2013 - 14:23 

 

 

Você já viu Andrew Garfield se pendurando de ponta cabeça em imagens flagradas do set de O Espetacular Homem-Aranha 2.
Além do esguio protagonista, um belo primeiro olhar do nono uniforme também foi flagrado. Mas quem dá as caras essa vez é a ruivinha mais querida dos quadrinhos, Mary Jane.
A atriz Shailene Woodley (Os Descendentes) foi flagrada já com o visual da personagem.
Veja abaixo!

O Espetacular Homem-Aranha 2 - Shailene Woodley
O Espetacular Homem-Aranha 2 - Shailene Woodley
O Espetacular Homem-Aranha 2 - Shailene Woodley
O Espetacular Homem-Aranha 2 - Shailene Woodley

Em O Espetacular Homem-Aranha 2, a vida de Peter Parker continua ocupada – entre combater os maus elementos como Homem-Aranha e passar um tempo com a pessoa que ama, Gwen.
A formatura do ensino médio não parece vir rápido o suficiente. Peter não se esqueceu da promessa que fez ao pai de Gwen, de se afastar para protegê-la – mas isso é uma promessa que ele não pode manter. As coisas mudam para Peter quando um novo vilão, Electro, surge, um velho amigo, Harry Osborn, retorna, e Peter descobre novas pistas sobre o seu passado.
Marc Webb retorna para a direção do filme que terá o retorno de Andrew Garfield e Emma Stone para os papéis de Peter Parker/Homem-Aranha e de Gwen Stacy. Shailene Woodley interpretará Mary Jane, Dane Dehaan viverá Harry Osborn e Jamie Foxx será o vilão Electro. Paul Giamatti e Colm Feore também estão confirmados. O roteiro ficará por conta de Alex Kurtzman e Roberto Orci.
A Sony planeja o lançamento de O Espetacular Homem-Aranha 2 para 2 de maio de 2014.
 

Lolita do ‘BBB’, Thaís Ventura se casa com produtor e não quer fama: ‘Meu marido é ciumento’

Globo 27 Fevereiro de 2013 - 14:46 

 

 

Ela mexeu com o imaginário masculino ao passar pelo “BBB 2”. Linda, sensual, moleca, não foi à toa que Thaís Ventura ganhou o título de a “Lolita do BBB”, com direito a trilha sonora contada pela própria (Quem não se lembra da performance prá lá de sensual da bela na versão “Ne me quitte pas” durante o reality?).
Fora da casa, um mundo de possibilidades se abriu para a ela. Atriz, cantora, dançarina e apresentadora de TV, a niteroiense diz que poderia ter sido o que quisesse, mas preferiu o anonimato. “Nunca quis ser artista. Poderia me deslumbrar. Acho um desrespeito com quem estudou anos, eu ter me tornado atriz ou apresentadora”, diz ela, prestes a completar 30 anos.

Ex-BBB Thais com o marido, o produtor musical Francisco Sarno
Ex-BBB Thais com o marido, o produtor musical Francisco Sarno Foto: / Divulgação

Thaís tinha apenas 19 aninhos quando entrou para o reality, em 2002. Sem planos na época, só pensava em concluir a faculdade de Educação Física, até não resistir ao convite da “Playboy”.
O sucesso foi tão grande que ela repetiu a dose. “Não posaria pela terceira vez, não tem mais nada a ver”, diz, para a tristeza dos marmanjos.

Thais ventura, musa do 'BBB 2'
Thais ventura, musa do 'BBB 2' Foto: Divulgação

O marido, o produtor musical da Banda Eva, Francisco Sarno, com quem Thais se casou há dois anos, agradece a decisão. “Ele é ciumento, também prefere que eu fiquei no meu canto”, revela. Esse canto é Salvador, para onde ela se mudou logo depois de casada. “Estou me readaptando como profissional”, diz a morena, hoje pós graduada e trabalhando como personal trainer”.
Se pudesse escolher, nossa eterna Lolita preferia se manter distante da mídia e não dar entrevistas, mas ela diz compreender a curiosidade do público, que vira e mexe lembra da sua marcante passagem pela casa, mesmo após tantos anos longe dos flashes. “Vejo muito ex-BBBs forçando barra para estar na mídia, sendo arroz de festa. Nunca precisei disso”.
Thais tem hoje o que precisa: um emprego, independência financeira e um maridão apaixonado. “Não tenho vergonha de nada do que fiz, mas não voltaria ao ‘BBB’ nessa fase atual da minha vida”, diz ela, que fora da casa emendou um namoro de quatro anos com o campeão da sua edição do “BBB 12”, Rodrigo Cowboy.
Hoje, o casal vive cada um em seu canto. “Não temos mais contato com ele. Os únicos que eu falo até hoje são Manu, Tirso, e Tarciana”.

Thais durante o 'BBB 2'

Thais durante o 'BBB 2' Foto: Arquivo

Thais Ventura, musa do 'BBB 2'
Thais Ventura, musa do 'BBB 2' Foto: Divulgação


Green Day anuncia volta aos palcos

Banda decidiu retomar carreira após reabilitação de Billie Joe

MSN 27 Fevereiro de 2013 - 15:43 

 

 

Boas noticias para os fãs do Green Day! Após um período em recesso por conta da ida de Billie Joe, vocalista da banda, para uma clínica de reabilitação, o grupo vai voltar aos palcos.
De acordo com o site "NME", a banda retoma as apresentações no dia 15 de março, no festival "South by Southwest", em Austin, no Texas.
No mesmo dia 15, aliás, acontecerá a première dos filmes "Broadway Idiot", sobre a incursão de Billie Joe na Broadway com seu "American Idiot", e "¡Cuatro!", documentário acerca da trilogia "¡Uno!", "¡Dos!" e "¡Tré!", lançada em 2012.
No ano passado, a banda cancelou a agenda de shows após Billie Joe ter tido uma espécie de colapso no palco e precisado se internar na rehab.
FAMOSIDADES
 
 

Melancia gigante em forma de 'glúteos' é colhida no sertão da Paraíba

Fruta chamou a atenção dos paraibanos na manhã desta terça-feira

Terra 26 Fevereiro de 2013 - 18:56 

Foto: Charley Garrido - Vc Repórter - Terra
 
 
Uma melancia de aproximadamente 18 quilos foi colhida em uma propriedade na zona rural de Pombal, próximo ao rio Piancó, no sertão da Paraíba. Exposta em um comércio no centro do município, a fruta chamou a atenção dos paraibanos na manhã desta terça-feira.
“Ganhei de um amigo hoje pela manhã. Ela deve pesar em torno de 18 quilos, porque a minha balança pesa até 15 quilos e ela passou disso”, conta o comerciante Chico de Souza Ferreira, dono de uma peixaria no local.
O peso médio de uma melancia varia entre 5 e 10 quilos. Além do tamanho, o contorno da fruta, em forma de glúteos, também despertou o interesse das pessoas. “Depois de exibir a melancia para os curiosos, ela foi consumida”, diz Chico.
 
 

Atlético-MG goleia Arsenal-ARG fora de casa em show do garoto Bernard

Bernard marcou três gols, Jô e Diego Tardelli completaram goleada; Ronaldinho perde pênalti

UOL 26 Fevereiro de 2013 - 23:46 



Foto: AFP


Em seu primeiro jogo internacional pela Libertadores, após 13 anos, o Atlético-MG mostrou experiência e nervos no lugar para vencer o Arsenal, em Sarandí, de virada, por 5 a 2, depois de sofrer um gol logo no primeiro minuto da partida, em falha geral da sua defesa. Bernard, com a participação direta de Ronaldinho Gaúcho, fez três gols em uma partida em que brilhou o quarteto ofensivo atleticano, completado por Jô e Tardelli. Quando o jogo já estava definido, Ronaldinho sofreu pênalti, aos 41 min, mas mandou a bola no travessão.
O alvinegro mineiro não se permitiu o abatimento, após ficar em desvantagem no começo da partida, empatou seis minutos depois, assumiu a vantagem no marcador ainda na etapa inicial e soube ampliar o marcador, depois de segurar a pressão adversária no segundo tempo. Com a segunda vitória consecutiva, o time atleticano chegou a seis pontos e saldo de quatro gols, isolando-se na liderança do Grupo 3.
E o São Paulo, nesta quinta-feira, pode ajudar o alvinegro a ficar sozinho em primeiro lugar, já que recebe, no Morumbi, o The Strongest, da Bolívia, segundo colocado da chave, com três pontos em um jogo, quando venceu o Arsenal Sarandí, por 2 a 1. A equipe argentina é a lanterna do grupo, sem nenhum ponto, após dois compromissos.
Apesar de falhas em seu sistema defensivo, o Atlético-MG do meio de campo para a frente não deu chances ao Arsenal, levando à loucura os cerca de 2.500 torcedores atleticanos que compareceram ao Estádio Júlio Grondona e fizeram a equipe de Cuca se sentir em casa, em pleno território argentino. O quarteto ofensivo se destacou. Ronaldinho Gaúcho participou dos três gols de Bernard, enquanto Diego Tardelli e Jô marcaram os outros. Furch e Aguirre descontaram para o time da casa.
Embora com placar elástico, houve drama ao longo do jogo, o que é tão comum em partidas da Libertadores e que nos últimos 13 anos não fez parte da rotina atleticana. Os torcedores alvinegros que viajaram de avião, ônibus e carro de Belo Horizonte a Sarandí experimentaram sentimentos diferentes. Do susto à euforia, passando pelo temor da perda de um resultado, que aos 35 min da etapa inicial parecia sob controle. No segundo tempo, no entanto, foi só festa para os fanáticos alvinegros.
O primeiro tempo começou em ritmo intenso. O Arsenal abriu o marcador, logo a 1 min, quando Julio Furch aproveitou falha da defesa atleticana para aparecer livre e chutar forte, vencendo Victor, que tocou na bola, mas não conseguiu fazer a defesa. O Atlético-MG, no entanto, não demorou a empatar a partida, o que aconteceu aos 7 min, por intermédio de Bernard, aproveitando belo passe de Ronaldinho Gaúcho.
As duas equipes se revezaram na tomada de iniciativa e na exploração dos contra-ataques. Em alguns momentos, o Atlético-MG se esquecia da condição de visitante e partia para o ataque, abrindo espaços às investidas velozes do time argentino. Em outras fases da partida, era o mandante que se lançava ao ataque, permitindo a Ronaldinho Gaúcho, especialmente, a ligação rápida com seus atacantes.
Na segunda metade da etapa inicial, no entanto, a marcação atleticana voltou a cometer falhas. Aos 25 min, Aguirre esteve perto de colocar o Arsenal à frente. Réver salvou e ainda tomou uma pancada do jogador do time argentino. No minuto seguinte, Furch colocou a bola na rede, mas a arbitragem anulou, alegando falta sobre Leonardo Silva.  Tardelli, aos 29 min, colocou o time visitante em vantagem. Jô, aos 35 min, ampliou, mas Aguirre, em cobrança de falta aos 41 min, recolocou o Arsenal no jogo.
Na saída para o intervalo, os jogadores do time argentino reclamaram muito da arbitragem de Martin Vazquez, que anulou um gol dos anfitriões e não marcou pênalti de Réver em Benedetto. Principal liderança atleticana em campo, Ronaldinho Gaúcho, deu a receita para a equipe mineira garantir a vitória. “Fizemos o mais difícil, virar o jogo, em uma competição como esta, agora é ter calma, jogar como visitante, não precisa jogar de igual para igual, é hora de ficar fechadinho, marcando e saindo no contra-ataque”, ensinou.
Os dois times voltaram para o segundo tempo sem mudanças. E o Arsenal iniciou pressão, finalizando bastante, conseguindo escanteios seguidos e insistindo nos cruzamentos altos sobre a área atleticana. Na base do quem não faz, leva, o Atlético chegou ao quarto gol, aos 9 min. Ronaldinho Gaúcho deu passe, Nervo bobeou ao tentar o corte e Bernard colocou a bola nas redes do goleiro Campestrini.
O quarto gol não fez o Arsenal esmorecer. O time da casa partiu novamente para o ataque, tentando aproveitar a insegurança da zaga atleticana. Mas a defesa argentina também se mostrou frágil e não resistiu ao entrosamento de Ronaldinho Gaúcho e seu pupilo Bernard, que marcou o quinto e o terceiro atleticano, aos 13 min. Depois disso, o time atleticano administrou a vantagem, contando com a queda de ânimo do Arsenal. No final, os torcedores atleticanos se divertiram com gritos de “olé” e ainda viram um pênalti sobre Ronaldinho Gaúcho, que desperdiçõu a cobrança.