MATANDO A SUA SAUDADE - GRUPO DE AMIGOS

MATANDO A SUA SAUDADE - GRUPO DE AMIGOS
MATANDO A SUA SAUDADCE - GRUPO DE AMIGOS

RÁDIO PALESTINA FM 104,9

rádio palestina fm

sábado, 24 de maio de 2014

aúde 23h00, 23 de Maio de 2014 Dia de Combate ao Glaucoma serve de alerta para diagnóstico precoce

NCA Comunicação

O Glaucoma é uma doença ocular causada pela elevação da pressão intraocular que provoca lesões no nervo ótico (responsável pelo envio de informações do olho até o cérebro) e se não for tratado pode levar à cegueira. O olho é preenchido por um fluido chamado de humor aquoso, produzido atrás da íris, na parte posterior do olho. Qualquer tipo de bloqueio diminui o fluxo do líquido provocando o aumento da pressão ocular. “Por ser uma doença clinicamente silenciosa causa danos sérios, perda progressiva e irreversível da visão. O diagnóstico precoce é essencial para obter soluções adequadas ao tratamento das doenças oculares. O check-up oftalmológico deve ser realizado anualmente”, ressalta Garone Lopes Filho, oftalmologista da Cerpo Oftalmologia.
O Glaucoma em estágio avançado pode causa dor ocular, visão borrada, halos coloridos com a luz, náuseas, cefaleia e em sua fase final o campo visual vai estreitando progressivamente e transforma-se em visão tubular ou em túnel. “O tratamento é fundamental para que o paciente tenha qualidade de vida e evitar a cegueira”, declara o especialista.
Tipos de Glaucoma
Ângulo aberto (crônico): é o tipo mais comum de glaucoma e tende a ser hereditário. Age de maneira lenta e indolor;
Ângulo fechado (agudo): acontece quando a saída do humor aquosa é bloqueada, tal fato, aumenta rapidamente e de maneira dolorosa a pressão intraocular;
Congênito: pode ser hereditário, está presente no nascimento ou surge nos primeiros anos de vida e é ocasionado pelo desenvolvimento anormal dos canais de circulação do humor aquoso no olho;
Secundário: é causado pelo uso de drogas (corticoides), traumas ou por doenças oculares - exemplo: Uveíte e sistêmicas;
Tratamento
O tratamento clínico é realizado a base de colírios e em alguns casos com remédio via oral. A Cerpo Oftamologia possui uma tecnologia alternativa para os altos custos e efeitos colaterais que levam muitos pacientes de Glaucoma a suspender o tratamento com colírios. É a Trabeculoplastiva Seletiva a Laser (TSL), que consiste em tratar algumas formas da doença por meio de laser. A TSL foi introduzida no Consenso de Glaucoma Primário de Ângulo Aberto da Sociedade Brasileira de Glaucoma, ou seja, passou a ser reconhecida e indicada pela instituição.
“Assim como os colírios, a TSL pode reduzir a pressão intraocular, principal causa do Glaucoma. Quando muito elevada, ela provoca lesões no nervo ótico e traz comprometimento visual e até cegueira. A diferença é que com a tecnologia a laser não existem os efeitos colaterais comuns no uso de colírios como: irritação, inflamação, escurecimento e alergia dos olhos. Além disso, muitos pacientes esquecem de usar os colírios todos os dias como é recomendado, o que prejudica o tratamento”, explica Garone Lopes Filho, oftalmologista da Cerpo Oftalmologia.
A TSL é um procedimento efetivo, seguro, não invasivo, realizado em consultório e sem a necessidade de anestesia ou internação. Outra vantagem importante é que os custos da aplicação da TSL são muito inferiores ao do tratamento feito com colírios, oferecendo a possibilidade do controle da pressão intraocular por um período médio de 6 a 8 meses. Após esse período, o tratamento pode ser repetido.
Essa economia se torna mais relevante levando-se em conta que pacientes com glaucoma normalmente se encontram na faixa etária acima de 55 anos, onde na maioria das vezes também gastam com medicações para o controle da pressão arterial, diabetes.
A TSL não está indicada nos casos muito avançados nem nos casos onde é necessária uma rápida redução da pressão intraocular, pois a estabilização da mesma ocorre apenas no intervalo de 1 a 6 semanas. Também está contraindicada em casos de glaucomas de ângulo fechado, provocados por trauma e inflamações.
Não é necessário nenhum preparo especial para a realização do procedimento nem repouso após o mesmo. Os pacientes podem apresentar um leve desconforto local durante e após a aplicação do laser, que normalmente é resolvido com colírios anti-inflamatórios.
Mais sobre a Cerpo
Com nove unidades localizadas na Grande São Paulo, a Cerpo Oftalmologia é referência no atendimento de todos os tipos de procedimentos relacionados com a visão e realiza cirurgias de todos os portes. A Cerpo tem cerca de 500 colaboradores, um corpo clínico de mais de 130 profissionais (dentre os quais vários mestres e doutores) e a mais alta tecnologia para exames e procedimentos cirúrgicos. Atende aos segurados de 125 convênios de saúde e realiza mensalmente mais de 25 mil consultas.

Fonte: Porta-voz