MATANDO A SUA SAUDADE - GRUPO DE AMIGOS

MATANDO A SUA SAUDADE - GRUPO DE AMIGOS
MATANDO A SUA SAUDADCE - GRUPO DE AMIGOS

RÁDIO PALESTINA FM 104,9

rádio palestina fm

sexta-feira, 27 de setembro de 2013

Avião que caiu no interior de SP levava 500kg de droga, diz PF Agente da PF morreu em troca de tiros com criminosos na região de Bocaina G1 26 Setembro de 2013 - 16:26

    Foto: Reprodução/TV TEM

A Polícia Federal confirmou na manhã desta quinta-feira (26) que o avião que caiu durante uma operação para desarticular uma quadrilha de traficantes - e que terminou com a morte de um agente - transportava meia tonelada de droga. O avião chegou a pousar na pista rural que fica às margens da SP-255, em Bocaina (SP), na divisa com a cidade de Boa Esperança do Sul. A Polícia Federal informou ainda, em nota enviada pela assessoria de imprensa, que a droga teria sido destruída na queda do avião.
Ainda segundo a PF, a aeronave pousou por volta das 21h para descarregar a droga. Criminosos esperavam em solo para receber o material. Ainda não se sabe quantos traficantes estavam no local, mas, ao perceberem a presença dos agentes da PF, os assaltantes reagiram e trocaram tiros com os oficiais.
Avião caiu em um canavial em Bocaina (Foto: Monize Poiani/ TV Tem Bauru)
Aeronave ficou destruída após queda  (Foto: Monize
Poiani/ TV Tem Bauru)
No tiroretio o agente Fábio Ricardo Paiva Luciano, de 38 anos, foi atingido. Ele chegou a ser levado para a Santa Casa de Jaú, mas não resistiu. "Ele estava em frente ao veículo dos assaltantes, que já chegaram atirando", afirma o delegado da PF Ênio Bianospino.
Quando percebeu a ação dos policiais, o piloto levantou voo com a aeronave, mas acabou caindo a 250 metros da Rodovia Comandante João Ribeiro de Barros, que liga Jaú a Araraquara, e pegou fogo. Apesar da explosão, o piloto sobreviveu e foi preso.
Operação
Ainda era de madrugada quando a polícia conseguiu prender outros três criminosos, dois homens e uma mulher, de acordo com informações da Polícia Federal de Araraquara. As primeiras investigações apontam que o casal preso teria ido até o local para resgatar os criminosos que trocavam tiros com a PM. Já o terceiro preso estava entre os ladrões que trocaram tiros com a PF. Os membros do grupo foram levados para a delegacia da Polícia Federal em Bauru.
Apesar dos quatro detidos, a PF continua fazendo buscas no local já que, segundo a polícia, há mais pessoas envolvidas na ação. A Polícia Rodoviária e o Helicóptero da PM também estão no local e vão continuar buscando pelos criminosos foragidos.
O avião está em uma área isolada, mas, a equipe de reportagem teve acesso exclusivo ao local e registrou imagens do que sobrou da aeronave, que ficou totalmente destruída após a queda e a explosão. O local permanece isolado para chegada da perícia técnica, que vai avaliar o que realmente teria causado a queda do avião.
O corpo do policial federal foi trazido para Bauru e está sendo velado no Velório Terra Branca e será sepultado no Cemitério da Saudade.
Com a queda o avião pegou fogo, mas o piloto sobreviveu (Foto: Reprodução/TV Tem)
Com a queda o avião pegou fogo, mas o piloto sobreviveu (Foto: Reprodução/TV Tem)

Fuzis de uso das Forças Armadas foram apreendidos durante a operação (Foto: Reprodução/TV Tem)
Fuzis de uso das Forças Armadas foram apreendidos durante a operação (Foto: Reprodução/TV Tem)
 
Policiais fazem buscas pelos suspeitos na manhã desta quinta-feira (Foto: Monize Poiani/TV TEM BAURU)
Policiais fazem buscas pelos suspeitos na manhã desta quinta-feira (Foto: Monize Poiani/TV Tem)


Vereadores são presos ao receber mala com R$ 20 mil em dinheiro Parlamentares de Cavalcante pediam R$ 250 mil para aprovar projetos G1 26 Setembro de 2013 - 16:42

    Foto: Reprodução

Três vereadores de Cavalcante, no nordeste goiano, foram presos, no final da tarde de quarta-feira (25), após serem flagrados recebendo uma maleta com R$ 20 mil, em Goiânia . Segundo a Polícia Civil, o dinheiro seria parte dos R$ 250 mil que os parlamentares pediram ao prefeito da cidade, João Pereira da Silva Neto (PTC), para que projetos fossem aprovados na Câmara de Vereadores. À polícia, os políticos negam a extorsão e afirmam que desconheciam o conteúdo da mala.
A denúncia partiu do próprio prefeito, e de seu filho, Wolney Neves, que é secretário de Turismo de Cavaldante. Eles alegam que as tentativas de extorsão eram recorrentes e que por isso decidiram denunciar e gravar as imagens.
No mesmo dia, antes de entregar o dinheiro, o filho do prefeito se encontrou com os vereadores Sival Alves Borges (PTB) e com o presidente da Câmara, Augusto dos Santos Sousa (PR). O encontro aconteceu no estacionamento de um shopping de Goiânia.
A conversa foi registrada por Neves, que finge tentar negociar a data da entrega do dinheiro: "Não dou conta de levantar esse dinheiro e entregar hoje para vocês. Vou ser sincero para vocês. Só para mostrar um sinal de fé, eu tento arrumar R$ 20 mil e entrego hoje no final do dia para vocês".
O filho do prefeito contou ao G1 que os vereadores pediram R$ 300 mil. "Pedi que eles diminuíssem o valor para R$ 250 mil. Então combinamos de repassar a primeira parcela quando o evento na OVG acabasse”, conta Neves.
Como combinado, o secretário e os dois vereadores se encontram no final da tarde em frente à sede da Organização das Voluntárias de Goiás (OVG), na capital, onde autoridades estavam reunidas para um evento de doação de ambulâncias aos municípios. Os parlamentares foram acompanhados por outro vereador: Geraldo Pereiera dos Santos Júnior (PV). A situação também foi gravada em uma câmera escondida. No vídeo, Neves diz : "Arrumei os R$ 20 mil e deixei aí. Está tudo separadinho aí".
O G1 tenta contato com o advogado dos vereadores, mas ele não atendeu às ligações até a publicação da reportagem.
Extorsão
O secretário de Turismo conta que desde o começo do ano o pai enfrentava dificuldade na aprovação de projetos na Câmara de Vereadores. “Em agosto a situação ficou pior. Foi quando cinco vereadores fizeram a proposta. Começamos a ficar com medo”, afirma.
Neves explica que o prefeito havia proposto projeto de 30% de suplementação, que consiste em transferir dinheiro de uma secretaria para outra. “Eles disseram que, se pagássemos o que eles queriam, aprovavam 15%. Como não cedemos, eles aprovaram 4%, o que só foi suficiente para o pagamento da folha dos funcionários no mês de agosto”, afirmou.
O secretário de turismo ressalta que a situação estava insustentável, por isso, eles “tomaram coragem e procuraram a delegacia”.  No flagrante, segundo Neves, estavam apenas três dos cinco vereadores acusados de extorquir o prefeito. Com medo de retaliação, o prefeito e o filho vão ser acompanhados por escolta na viagem de volta a Cavalcante.
Investigação
Indignado com a extorsão, o prefeito já havia procurado a Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra a Administração Pública (Derccap), em agosto. “Há cerca de três semanas ele nos procurou, mas não deu continuidade à denúncia”, informou o delegado responsável pelo caso, Marco Antônio Morbeck.
Com as imagens do encontro no shopping, José Neto e o filho foram à delegacia  na quarta-feira e contaram do encontro para o pagamento da primeira parcela. Policiais acompanharam a entrega do dinheiro e prenderam os vereadores.
O delegado afirmou que os três parlamentares já prestaram depoimento, acompanhados do advogado. “Eles negam a extorsão. Dizem que não sabiam nem o que tinha na maleta. Eles contaram que o secretário disse para eles segurarem a maleta e eles seguraram”, afirma o delegado.
De acordo com o delegado, os vereadores afirmaram que a extorsão, na verdade, se trata de uma “armação do prefeito”. “Eles disseram que o prefeito fez tudo isso porque eles são da oposição”, ressalta Marco Antônio Morbeck .
O secretário de turismo negou a acusação de que eles teriam armado qualquer coisa. “A gente tem a gravação de tudo. Inclusive, de encontros anteriores em uma pista de aeroporto e na própria Câmara”, ressalta Neves.
“Se os vereadores aprovaram o projeto com entendimento político ou com entendimento para beneficiar a população, eu não sei. No entanto, a situação aconteceu. Eles pegaram o dinheiro e flagramos isso”, afirma o delegado. Os vereadores foram encaminhados para a Delegacia Estadual de Investigação de Homicídios, pois na Derccap não há cela. Até o início da tarde, eles ainda estavam detidos.
O delegado afirma que vai enviar as imagens e gravações para a análise pericial. "A investigação continua, pois vamos averiguar a participação dos outros dois vereadores que também fariam parte do grupo, mas que não estavam no momento do flagrante", esclareceu.

Família vive com oito tigres e duas leoas em casa no Paraná História começou há oito anos anos quando Ary Borges, proprietário de um canil, resgatou um casal de tigres em um circo Estado de Minas 26 Setembro de 2013 - 17:50

    Foto: Estado de Minas
Família Borges com um dos tigres na sala de casa

Sabendo que um tigre adulto pesa, em média, 300 quilos e que, apesar do tamanho, pode aproximar de suas presas em completo silêncio e atacá-las em curta distância usando de seus dentes e garras, que são os maiores entre os carnívoros terrestres, e que a força da sua mordida é uma das mais fortes entre todos os felinos, você teria um animal deste em casa? Pois a família Borges, residente em Maringá, no interior do Paraná, convive em harmonia com oito tigres, que pesam entre 300 e 400 quilos, e duas leoas em casa.

A história começou há oito anos anos quando Ary Borges, proprietário de um canil, resgatou um casal de tigres em um circo. A partir daí, os laços só estreitaram. Hoje, sua mulher, três filhas e a neta de alguns meses brincam, dão mamadeira e até nadam com os bichos na residência da família.

A filha de Ary, Uyara Borges, acha que a boa relação com os animais selvagens, que são mansos, ela garante, foi adquirida a partir do instinto maternal. Domingo é dia de mamadeira na casa e todos - os humanos e os selvagens - adoram! “Eles amam carne, mas é a mamadeira a grande paixão. A amamentação é o que aproxima eles da gente, que ficam mais carinhosos deixam a gente beijar, acariciar e até apertar neste momento”, explica ela.

Normalmente, até completar um ano, os filhotes vivem dentro de casa. A partir daí, Uyara conta que eles ficam muito serelepes e uma das coisas que costumam fazer é pular o muro. A saída é colocá-los, durante o dia, em um recinto cercado. “Todo dia, depois do horário comercial, soltamos eles pra brincar, nadar, gastar energia”, conta ela. Cerca de 10 pessoas, entre familiares e funcionários, ficam por conta dos animais.

Para arcar com os custos, que chegam a R$50 mil mensais quando não há nenhum felino doente, eles mantêm um canil com hospedagem, adestramento e aluguel de cães de segurança e abrem a casa para visitação educacional cobrando ingressos, que custam R$1,5 mil para um grupo de seis pessoas. Os tigres também trabalham em novelas, filmes e fotografam para catálogos de moda.

Todo mundo da família já se machucou e quase todos os visitantes já saiu com uma arranhão. “Isso acontecia mais quando eles eram filhotes. As brincadeiras dos tigres são pesadas e eles não têm muita noção. Mas todo mundo sai daqui achando lindo que levou um arranhão de um tigre”, diverte-se a filha de Ary.

O próximo passo é enfrentar uma briga contra o Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), que impõe a castração de animais criados em cativeiro. Em fevereiro deste ano, a Justiça Federal decidiu pela vasectomia de todos os animais criados na casa baseado na Instrução Normativa 13, de 6 de dezembro de 2010, do Ibama. A família é contra, pois teme a extinção da espécie.

O plano agora é abrir um parque ecológico na cidade para que os bichos tenham mais espaço. “Não queremos por na cabeça das pessoas ´tenham um tigre em casa´, mas como estão próximos da extinção, apoiamos quem têm condições de criar em cativeiro. Atualmente, um tigre vale mais morto do que vivo”, diz Uyara referindo-se à venda de pele, unhas e dentes da espécie que movimenta milhares de dólares na internet.


Restos mortais de Dominguinhos são sepultados em Garanhuns Cerimônia ocorreu nesta quinta-feira (26) no Cemitério São Miguel G1 26 Setembro de 2013 - 17:56

    Foto: G1

Os restos mortais do cantor e compositor Dominguinhos foram sepultados na tarde desta quinta-feira (26), no Cemitério São Miguel, no bairro Boa Vista, em Garanhuns, no Agreste pernambucano. Participaram da cerimônia os irmãos, os filhos e a viúva do sanfoneiro, além de autoridades, artistas e admiradores do músico.
O sepultamento aconteceu sob muitos aplausos. Antes, familiares e amigos realizaram homenagens ao músico em frente ao cemitério. O hino nacional foi cantado enquanto os restos mortais do cantor eram levados para o mausoléu.
O comboio que fez o traslado de Dominguinhos passou antes pelas cidades de Bezerros, Gravatá e Caruaru, também no Agreste. Admiradores do artista e alunos de escolas da região esperavam pelo traslado com faixas e aplaudiram a passagem do comboio. O cortejo deixou a Cidade Universitária, no Recife, com dois ônibus de turismo, além de carros de passeio, por volta das 9h.
Mais cedo, os restos mortais foram retirados do Cemitério Morada da Paz, em Paulista, na Região Metropolitana do Recife. O procedimento foi acompanhado por técnicos da Agência Pernambucana de Vigilância Sanitária (Apevisa), pela filha de Dominguinhos, Liv Moraes, a ex-mulher, Guadalupe Mendonça, e alguns amigos da família.
Histórico
Dominguinhos faleceu aos 72 anos, no dia 23 de julho deste ano, no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, em decorrência de complicações infecciosas e cardíacas. Ele lutava havia seis anos contra um câncer. Dois dias após o falecimento, ele foi sepultado em Paulista. O local do enterro tornou-se alvo de disputa judicial envolvendo Liv e Mauro Moraes, filhos do cantor.

A sentença que autorizou a transferência do corpo de Dominguinhos saiu no último dia 29 de agosto. A decisão do Tribunal de Justiça de Pernambuco atendeu a um pedido do filho do cantor, que insistia que o desejo do pai era ser enterrado na cidade onde começou a carreira.
A decisão de ser enterrado em Paulista foi tomada por Guadalupe Mendonça, ex-mulher de Dominguinhos, e Liv Moraes, filha dela com o sanfoneiro. Já Mauro defendia que Dominguinhos deveria ser enterrado no Rio de Janeiro, junto com a família, mas mudou de ideia ao ouvir uma entrevista em uma rádio local, na qual o cantor manifestou a vontade de ser sepultado em Garanhuns.

No dia 10 de agosto, Guadalupe e Liv se reuniram com o prefeito de Garanhuns, Izaías Régis, para discutir a transferência do corpo. Em entrevista ao G1, o prefeito disse que expôs o plano de fazer um monumento para homenagear o cantor e a ideia de fazer um plebiscito para mudar o nome da Praça Guadalajara - onde são realizados os grandes eventos município, como o Festival de Inverno de Garanhuns - para Praça Mestre Dominguinhos.



Foragido há dois anos, ex-deputado de Rondônia é preso por desvios Suspeito de chefiar quadrilha que desviou pelo menos R$ 12 milhões 26 Setembro de 2013 - 17:27

    Foto: Divulgação

O ex-presidente da Assembleia Legislativa de Rondônia Valter Araújo, foragido da Justiça há quase dois anos, se apresentou espontaneamente no Fórum Criminal de Porto Velho na manhã desta quinta-feira (26), segundo o Tribunal de Justiça de Rondônia (TJ/RO).
Valter foi preso durante a Operação Termópilas, deflagrada em novembro de 2011, suspeito de chefiar uma quadrilha que desviou pelo menos R$ 12 milhões dos cofres públicos. De acordo com o advogado de defesa, Marcelo Minin, durante o período em que esteve foragido, Valter permaneceu em sua casa, em um condomínio de luxo na Zona Norte da capital.
O ex-deputado se apresentou durante uma audiência de instrução, que ocorreria mesmo ele estando ausente. Ele foi ouvido pela juíza substituta do Juizado Especial da 3º Vara Criminal Larissa Pinho. A unidade prisional onde Valter deverá cumprir a prisão ainda não foi definida.
Valter era considerado foragido pela Polícia Federal  desde dezembro de 2011, quando foi solto após pedido de habeas corpus favorável e, em seguida, revogado pelo Superior Tribunal de Justiça (STF). Além de chefiar a quadrilha, Valter também foi apontado como mandante de uma emboscada contra agentes da PF durante as investigações.
Valter Araújo foi ouvido durante audiência nesta quinta-feira, 26 (Foto: Marcos Paulo/G1)
Valter Araújo foi ouvido durante audiência nesta
quinta-feira, 26 (Foto: Marcos Paulo/G1)
Operação Termópilas
A operação foi deflagrada no dia 18 de novembro de 2011, com o cumprimento de 10 mandados de prisão preventiva, quatro de temporárias e 57 ordens de busca e apreensão em seis cidades do estado. Oito dos 24 deputados da Assembleia Legislativa foram presos. De acordo com o MP, a quadrilha atuava em um esquema fraudulento que favorecia empresas em licitações e contratos de prestação de serviço a órgão do governo, especialmente na Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) e Secretaria de Justiça (Sejus).
Cerca de 20 pessoas foram indiciadas em quase 70 ações penais propostas, como formação de quadrilha, corrupção ativa e passiva, lavagem de dinheiro, violação de sigilo, entre outros.



Anitta grava novo clipe em carrão de R$ 500 mil com galã de Malhação Zen' é a nova música de trabalho da cantora, que escolheu o ator Victor Sparapane para ser seu par romântico no clipe gravado no Rio de Janeiro Holofote/Ego 26 Setembro de 2013 - 15:18

    Foto: Divulgação



Com esse pano de sheik árabe na cabeça e o macacão do fofão ficou tudo a ver #sóqñ:


O ator Victor Sparapane faz o papel de namorado da poderosa. É o “Fera”, de Malhação:



De acordo com o site, Anitta explicou como escolheu o rapaz para contracenar:

“Escolhi porque o via em Malhação e achava ele um gato. Amo homem que tem carinha de bebê, cara de novinho e ele tem”
Sobre as cenas românticas, fez a recatada:
“Fico com vergonha. Fiquei com muita no início, agora estou com um pouco menos, foi passando com as repetições”.
A funkeira ainda contou que fez uma tatuagem durante as gravações e postou foto no Instagram para comprovar:


Fotos:
Anitta (Foto: Roberto Teixeira / EGO) 
Anitta fica na ponta do pé para beijar o ator (Foto: Roberto Teixeira / EGO)
Anitta (Foto: Roberto Teixeira/EGO) 
Anitta e Victor no carrão (Foto: Roberto Teixeira/EGO)
Anitta (Foto: Roberto Teixeira/EGO) 
Anitta dá uma olhadinha no celular antes do "gravando" (Foto: Roberto Teixeira/EGO)
Anitta (Foto: Roberto Teixeira/EGO) 
Anitta e Victor (Foto: Roberto Teixeira/EGO)
Anitta (Foto: Roberto Teixeira/EGO) 
Victor dirige o carro com Anitta ao seu lado (Foto: Roberto Teixeira/EGO)
Anitta  (Foto:  Dilson Silva / AgNews) 
Anitta toma picolé nos bastidores de gravação (Foto: Dilson Silva / AgNews)
Anitta  (Foto:  Dilson Silva / AgNews)
Anitta no intervalo da gravação (Foto: Dilson Silva / AgNews)
Anitta  (Foto:  Dilson Silva / AgNews)
Anitta e Victor em ação. Ela diz que sente vergonha das cenas românticas (Foto: Dilson Silva / AgNews)
Anitta  (Foto:  Dilson Silva / AgNews)
A cantora e o ator durante das gravações (Foto: Dilson Silva / AgNews)
Anitta  (Foto:  Dilson Silva / AgNews)
Anitta e Victor gravam na Prainha (Foto: Dilson Silva / AgNews)
Anitta  (Foto:  Dilson Silva / AgNews)O casal em novo clipe de Anitta (Foto: Dilson Silva / AgNews)
Anitta e Victor (Foto: Roberto Teixeira/EGO)
O clima esquenta entre Anitta e Victor... Mas é só ficção! (Foto: Roberto Teixeira/EGO)
Anitta e Victor (Foto: Roberto Teixeira/EGO)
Anitta e Victor (Foto: Roberto Teixeira/EGO)
Anitta (Foto: Roberto Teixeira/EGO)
Anitta aparece em cena de macacão curtinho (Foto: Roberto Teixeira/EGO)
Anitta (Foto: Roberto Teixeira/EGO)
A cantora caminha pelo set de gravação (Foto: Roberto Teixeira/EGO)
Anitta (Foto: Roberto Teixeira/EGO)
Anitta parada em frente ao carrão (Foto: Roberto Teixeira/EGO)
Anitta (Foto: Roberto Teixeira/EGO)
Anitta em frente à praia (Foto: Roberto Teixeira/EGO)
Anitta (Foto: Roberto Teixeira/EGO)
Anitta com parte da produção (Foto: Roberto Teixeira/EGO)
Anitta (Foto: Roberto Teixeira/EGO)
Anitta atravessa a rua em frente à praia (Foto: Roberto Teixeira/EGO)
Anitta eSparapane (Foto: Reprodução/Instagram)
Victor Sparapane, o modelo que contracenou com Anitta, postou foto com a cantora em seu Instagram (Foto: Reprodução/Instagram)



terça-feira, 24 de setembro de 2013

Alex chama calendário da CBF de 'absurdo' e cobra consulta a atletas 'Quem está perdendo é o futebol brasileiro', disse o meia do Coritiba UOL Esporte 23 Setembro de 2013 - 21:02

    Foto: Estadão Conteúdo
Alex criticou o calendário divulgado pela CBF para a próxima temporada

Na semana passada, a CBF divulgou o calendário do futebol brasileiro para a próxima temporada. E, por causa da Copa do Mundo, os estaduais irão começar no dia 12 de janeiro. Em entrevista coletiva nesta segunda-feira, o meia Alex, do Coritiba, não poupou críticas às datas anunciadas para 2014 e que fará com que os times tenham pouco tempo de preparação. "É um absurdo".
"Isso não é bom para ninguém. Quem está perdendo é o futebol brasileiro. Cada rodada, os times estão sofrendo com isso. Muito se fala de preparação, departamento médico, mas não falamos de calendário. Infelizmente, tem gente que acha que isso é uma desculpa. Mas é algo geral. O calendário para o ano que vem é absurdo para todos. Os atletas estão percebendo isso", comentou o meia.
A bola começa a rolar no território nacional no dia 12 de janeiro, com os campeonatos estaduais e a Copa do Nordeste. O calendário fará com que os atuais clubes da Série A antecipem suas pré-temporadas em 2014, já que todos os estaduais terão seu encerramento antecipado para o dia 13 de abril. Ou seja, uma pré-temporada ainda menor.
"Se as pessoas olharem para isso, sem a visão do clube, vão ver que é algo ruim para todos os clubes e atletas. Acredito que os regionais deveriam ser classificatórios e vistos de outra maneira. Regulamentos, datas, isso tudo pode ser discutido. O calendário da CBF já não bate com o da Federação Paranaense, por exemplo", acrescentou, que evitou culpar os técnicos sobre a queda de rendimento dos times.
"Como questionar os técnicos? Não temos tempo de treinar. Você perde o prazer de vencer, de sentir o resultado. Não tem tempo para isso. O calendário deveria respeitar as férias e a preparação dos times. Nesse ano, por exemplo, entre agosto e dezembro, a gente não para, vai jogar direto", completou.
Diante das inúmeros críticas vindas de atletas após o anúncio do calendário do próximo ano, o meia espera os jogadores sejam ouvidos e se encontre uma solução para 2015. "Em 2014 vai ser complicado. Quando eu jogava somente aos domingos, jogava todos os jogos. A nossa esperança é que o calendário para 2015 seja diferente. E espero que os atletas sejam ouvidos", finalizou.



Em 7 minutos de jogo, Neymar faz gol e dá assistência para Messi Craque brasileiro marcou aos cinco minutos e logo depois deixou o argentino livre na área UOL Esporte 24 Setembro de 2013 - 16:18

Neymar comemora depois de abrir o placar para o Barcelona contra a Real Sociedad


Neymar teve um início arrasador no duelo entre Barcelona e Real Sociedad, nesta terça-feira, pelo Campeonato Espanhol. Com apenas sete minutos de partida, o craque brasileiro do time catalão já conseguiu marcar um gol e ainda dar uma assistência para Lionel Messi fazer 2 a 0 para o Barça.
No seu gol, aos 5 minutos, Neymar aproveitou cruzamento de Alexis Sánchez e fez 1 a 0. Pouco depois, ele fez belíssima jogada e achou Messi livre na área. O argentino só teve o trabalho de cabecear para ampliar a vantagem dos donos da casa.

Raí pede, mas Justiça recusa tirar do ar site que insinua que ele é gay O pedido foi feito no mês passado e inserido em um processo que Raí move desde julho do ano passado contra a jornalista e colunista social Fabíola Reipert blog do Vinícius Segalla / uol.com.br 24 Setembro de 2013 - 07:40


A Justiça de São Paulo recebeu um pedido do ex-jogador Raí para que fosse retirada de uma comunidade humorística do Facebook uma postagem que afirma que o atleta teria um caso afetivo com o apresentador de TV Zeca Camargo.
O pedido foi feito no mês passado e inserido em um processo que Raí move desde julho do ano passado contra a jornalista e colunista social Fabíola Reipert, contra o portal de internet R7 e contra o jornal O Dia, do Rio de Janeiro.
No dia 31 daquele mês, Raí entrou com uma ação na Justiça em virtude da publicação, no blog de Fabíola Reipert no R7, de notícias que insinuaram que o atleta teria um envolvimento afetivo com o apresentador da TV Globo Zeca Camargo. O ex-jogador pede uma retratação pública e uma indenização de R$ 10.000. Também pedia a retirada do ar das notícias já existentes.
Na mesma ação, o ex-jogador fazia um pedido de “tutela antecipada” sobre a retirada das notícias do ar, ou seja, requereu que a Justiça considerasse este pedido antes do término do julgamento, em caráter emergencial, já que a manutenção das referidas notícias no ar estariam prejudicando a sua imagem. Uma decisão judicial proferida no mês seguinte atendeu a este pedido e ordenou a retirada do ar das notícias dentro de 48 horas.
Tanto a blogueira quanto o R7 respeitaram a decisão judicial e tiraram as notícias do ar. Não desistiram, porém, de seguir litigando na Justiça pela vitória no mérito do caso.
Assim, o processo seguiu, e ainda não possui uma sentença judicial. Até agora, a defesa já apresentou suas contrarrazões. O próximo passo deverá ser dado pelo juiz, que convocará as partes a apresentar provas, se as tiverem. Com essas provas, que podem ser testemunhas, será feita uma audiência de instrução e de conciliação. Se não houver acordo entre as partes, virá a sentença em primeira instância.
Enquanto isso, porém, outros sites passaram a abordar o assunto trazido à tona por Reipert. Um deles, que é uma comunidade humorística do Facebook, publicou uma postagem em que repercute e satiriza a notícia, sem ter ouvido Raí ou Zeca Camargo sobre o assunto.
Por causa disso, no mês passado, os advogados do ex-jogador pediram que a postagem fosse retirada do ar. Mas a Justiça negou o pedido, afirmando que não poderia formalizar qualquer ordem ao site Facebook, visto que ele não é um dos veículos processados originalmente por Raí. Como não há processo contra o site, ele não tem como se defender judicialmente. Assim, não é possível determinar que ele seja obrigado a tirar do ar uma postagem.
Agora, se Raí quiser, poderá entrar com nova ação judicial, agora com o Facebook no polo passivo do processo. Caso contrário, tudo fica como está, e a Justiça seguirá seu caminho que já dura mais de um ano para decidir se Raí deve ou não ser indenizado pela reportagem de Fabíola Reipert.

Anderson Silva evita 'selinho' e cobra respeito a Chris Weidman Spider rasga seda para o atual campeão: 'Esse cara me detonou. Precisam respeitá-lo' Combate 24 Setembro de 2013 - 19:20

    Foto: Combate
Chris Weidman ri para Anderson Silva com a mão na boca

Anderson Silva e Chris Weidman protagonizaram nesta terça-feira o segundo dia de atividades da semana para promover o UFC 168, marcado para 28 de dezembro, quando farão a esperada revanche pelo cinturão da categoria dos médios do Ultimate. Em Las Vegas (EUA), o brasileiro sorriu diversas vezes, mas no geral foi bem econômico nas respostas.
O melhor momento ocorreu após a coletiva de imprensa, quando os dois lutadores taparam suas bocas com as mãos na hora da encarada para evitar um novo "beijo" no americano, como aconteceu na pesagem do UFC 162. Depois, o americano retirou a mão, mas o Spider a manteve, sempre sorrindo.
Durante a coletiva, Anderson estava tão breve nas respostas que o presidente do Ultimate, Dana White, foi até o pé do seu ouvido para pedir melhores comentários. O ex-campeão foi muito questionado sobre a perda do cinturão e mostrou respeito por Weidman:
– Não sei por que as pessoas não respeitam o campeão. Às vezes elas veem as lutas e não respeitam o campeão. Esse cara me detonou e é o campeão. Precisam respeitá-lo.
Encarada Weidman x Anderson Silva (Foto: Reprodução Twitter)
Chris Weidman imita Anderson Silva e cobre a boca com a mão antes da encarada (Foto: Evelyn Rodrigues)
Weidman tem recebido muitas mensagens nas redes sociais dizendo que teve sorte na primeira luta, o que não se repetirá na segunda. O americano deu de ombros.
Anderson Silva pesagem UFC 162 Chris Weidman (Foto: Evelyn Rodrigues)
Anderson e Weidman encostam os lábios na
pesagem do UFC 162 (Foto: Evelyn Rodrigues)
– Não me importo. Anderson merece esse tipo de respeito, é o melhor de todos os tempos. Eu sabia que teria uma revanche, ele merece. Mesmo quando eu vencer de novo, vai haver gente achando que foi sorte. Neste esporte há muita gente invejosa. Sempre haverá gente duvidando de você.
O atual detentor do cinturão disse que vai em busca do nocaute, como fez na primeira luta, ou da finalização para não deixar dúvidas de sua vitória.
– É muito importante (conseguir uma finalização ou nocaute na revanche). Quero ir lá e brilhar. Há muitas pessoas duvidando de nós lá fora. Quero ser melhor todo dia, tenho que entrar e dar o máximo que posso. Eu tenho que tentar o que sentir, ou vou me arrepender depois. Então vou para liquidar a luta.
Anderson, por sua vez, afirmou que viu um lado bom no revés para Weidman:
– Vai começar tudo de novo, vai ser aquela loucura toda. Faz parte do trabalho. Eu amo fazer isso. Quando comecei a treinar, não imaginava chegar onde cheguei. Queria ser tão bom como meus professores. Foi bom eu ter perdido para entender como Deus foi bom na minha vida esse tempo todo. Ele me deu um presente, ser campeão, que eu acabei esquecendo um pouco. Mas agora entendi como funciona, e muita coisa vai mudar.
chris weidman ufc mma coletiva (Foto: Evelyn Rodrigues)
Weidman ficou impressionado com a quantidade de fãs brasileiros na coletiva (Foto: Evelyn Rodrigues)
Na parte final, o UFC abriu a coletiva para as perguntas dos fãs. A maioria delas foi feita por fãs brasileiros que compareceram ao evento, o que rendeu um comentário de Dana White:
– Chris Weidman está impressionado. Parece que o Brasil inteiro veio para essa coletiva.
Anderson Silva e Chris Weidman farão a revanche no UFC 168 no dia 28 de dezembro, em Las Vegas (EUA). No primeiro duelo, o americano nocauteou o brasileiro no segundo round e tomou dele o cinturão dos médios após 16 lutas de invencibilidade do Spider no Ultimate.



Motorista de racha que deixou dois mortos em SP passa por cirurgia Jovem de 23 anos perdeu controle e atropelou quem estava na calçada G1 24 Setembro de 2013 - 18:45

    Foto: Reprodução
jovem perdeu o controle do veículo

O motorista Danilo Renan de Lima, de 23 anos, segue internado e detido sob custódia após ter causado um acidente que deixou dois mortos e seis feridos. Câmeras de segurança gravaram a colisão durante um racha no domingo (22),  na Zona Oeste de São Paulo. O motorista perdeu a direção e atropelou quem estava na calçada, na Avenida Rio Pequeno.
Segundo testemunhas, ele estava em alta velocidade, participando de um racha contra uma moto. O G1 tenta contato com o advogado do jovem. O caso foi registrado como lesão corporal e duplo homicídio culposo (quando não há intenção de matar) e por prática de racha.
De acordo com relatos de quem estava próximo ao local, o carro invadiu o bar em alta velocidade e arrastou tudo o que estava na frente. Segundo testemunhas, ele e os caronas vinham de um baile funk.
Duas pessoas morreram no hospital - Claudio de Almeida, de 50 anos, que era cliente do bar, e Ronaldo Teixeira dos Santos, de 18 anos, passageiro do veículo conduzido por Lima.
O motorista quebrou o braço em dois lugares e vai passar por cirurgia. Assim que receber alta do Hospital das Clínicas, ele prestará esclarecimentos necessários e deve seguir para cadeia. Ele está internado com escolta policial.
Câmeras

As imagens registradas por câmeras confirmam o que disserem as testemunhas: que uma moto estava envolvida no acidente e que ela e o carro que invadiu a calçada estariam disputando um racha.

Em uma imagem é possível ver o momento do acidente. O carro aparece no alto do vídeo, derrapa e atinge em cheio as pessoas que estão nas mesas da calçada, em frente ao bar.

Em outra imagem é possível ver uma moto que, segundo testemunhas, disputava o racha com o carro. Em seguida, o carro perde o controle e vai direto em direção ao bar.  Mais duas motos que vinham atrás seguem pela avenida.

Sobreviventes
O garçom Fábio Martins Costa foi um dos poucos que estavam na calçada do bar e que conseguiram escapar do acidente. "Ele perdeu a direção e saiu levando todo mundo com mesa, cadeira, prato. Foi horrível o negócio. A situação foi feia. Só para quem estava aqui parecia que tinha explodido uma bomba”, declara o garçom.
Na delegacia, a tia de Ronaldo, Gerolina dos Santos, custava a acreditar. “A gente está querendo que seja um pesadelo e eu acorde. Jovens saem. A gente não pode... O pai dele estava dormindo em casa e jamais ia imaginar que ele recebeu a notícia que ele recebeu”, conta.


Mulher confessa ter matado estudante durante festa na Unicamp Maria Peregrino alegou legítima defesa, segundo delegado de Campinas G1 24 Setembro de 2013 - 18:02

    Foto: EPTV
Jovem de 20 anos é suspeita de matar estudante na Unicamp

O delegado titular do Setor de Homicídios de Campinas (SP), Rui Pegolo, informou à Secretaria Estadual de Segurança Pública de São Paulo (SSP-SP), na manhã desta terça-feira (24), que Maria Tereza Peregrino, de 20 anos, confessou ter matado a facadas o universitário Denis Casagrande, de 21 anos, durante uma briga em uma festa dentro do campus da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), no distrito de Barão Geraldo, em Campinas (SP), na madrugada de sábado (21).
Segundo comunicado recebido às 11h pela SSP-SP, a jovem alegou legítima defesa. A Polícia Civil ainda aguarda imagens gravadas por câmeras de segurança da universidade e ouvirá pais e irmãos da vítima para apurar a veracidade do depoimento de Maria Tereza e concluir o inquérito. Até esta publicação, nenhum pedido de prisão havia sido feito à Justiça.
O atendente Anderson Mamede, de 20 anos, namorado da suspeita, também alegou que ela agiu em legítima defesa após ter sido agarrada e agredida pelo universitário. Mesmo após a declaração na madrugada desta terça-feira, o delegado Rui Pegolo não havia confirmado a confissão à imprensa até a divulgação da informação pela SSP-SP. O G1 tentou contato com Maria Tereza Peregrino, mas ela não foi localizada para comentar o assunto. Até esta publicação, nenhum advogado havia se apresentado como defensor da jovem.
Depoimentos
Na manhã desta terça-feira, a família do universitário Denis Casagrande, acompanhada de uma mulher que não confirmou ser advogada, chegou à delegacia para prestar depoimentos, mas até esta publicação da reportagem eles não haviam sido ouvidos. Além dos parentes, quatro jovens foram até a delegacia encapuzados. Eles devem ser ouvidos pelo delegado Rui Pegolo, que comanda a investigação.
Ainda nesta manhã, o Anderson Mamede, que prestou depoimento na segunda-feira (23), voltou ao Setor de Homicidios. Segundo um investigador que conversou com o G1, ele foi buscar um prontuário médico esquecido no dia anterior e foi embora logo em seguida. O delegado responsável pelo caso não quis gravar entrevista até terminar de ouvir os esclarecimentos nesta terça-feira.
Protesto
Familiares e amigos do universitário Denis Papa Casagrande também fizeram um protesto em frente ao prédio da reitoria na manhã desta terça-feira. Em carta aberta e com cartazes e faixas, eles pedem mais segurança na universidade e alegam que a reitoria está se isentando da responsabilidade em relação ao caso.
"A gente quer que a Unicamp reconheça que essas festas ocorrem e que eles têm que dar a mínima segurança pra gente. As únicas falas do reitor foram se isentando de responsabilidade e decretando um luto simbólico de três dias. A Unicamp está fechando os olhos para os alunos e não está cumprindo o papel dela como universidade pública", afirma Priscila Saraiva, estudante de licenciatura em Música.
Na carta aberta à reitoria, o Conselho Discente da Engenharia de Controle e Automação (Condeca) defende que a nota divulgada pela Unicamp no dia da mortr possui incoerências e que responsablizou outras instituições e indivíduos ao inés de propor um diálogo com a comunidade. No comunicado, a universidade informou que a entrada de carros no campus é restrita e que a festa era ilegal. A Unicamp afirmou ainda que acompanha as investigações com toda atenção que o caso merece e declarou luto de três dias em razão do falecimento do estudante.

"As festas são frequentes, eles sabem disso. A universidade é um espaço público, de convivência universitária, e a gente precisa estar seguro aqui dentro. A gente achava que estava seguro, mas vimos que não mais", questiona a universitária Priscila Saraiva durante o protesto.
Até esta publicação, a família do universitário morto estava reunida com o Conselho Universitário (Consu), no prédio da reitoria da Unicamp, para falar sobre o assunto e propor mudanças no campus.

'Da paz'
O estudante de engenharia de controle e automação Denis Papa Casagrande, de 21 anos, foi esfaqueado dentro do campus da Unicamp, na madrugada de sábado, durante uma festa universitária. "Ele era um menino da paz. Estava até envolvido em uma campanha contra a violência em Barão Geraldo", disse a mãe da vítima, Maria Lurdes Papa Casagrande, que vive em Piracicaba (SP).
Nas redes sociais, amigos do universitário também saíram em defesa do rapaz. "Quem o conhecia sabe muito bem que Denis nunca apresentou histórico de comportamento desrespeitoso como o que tem sido veiculado. Além do mais, nunca participaria de uma 'briga' como essa e tampouco por uma garota totalmente desconhecida".
Familiares e amigos de universitário morto em festa na Unicamp, em Campinas (SP), fazem protesto em frente ao prédio da reitoria (Foto: José Ferreira/EPTV)
Familiares e amigos de morto em festa na Unicamp fazem protesto na reitoria (Foto: José Ferreira/EPTV)

Homem mata esposa e filha dentro de apartamento no Rio Família morava no apartamento havia cerca de 6 meses, segundo vizinhos G1 24 Setembro de 2013 - 18:51


Mãe, pai e filha são achados mortos no Flamengo

Três pessoas da mesma família foram encontradas mortas em um apartamento no número 25 da Rua Paissandu, no Flamengo, na Zona Sul do Rio, na manhã desta terça-feira (24). Segundo a polícia, Leonardo Drummond, de 58 anos, esfaqueou a mulher, Suzete Souza, de 66, e a filha do casal Bárbara Souza, de 27, portadora de necessidades especiais. Leonardo se matou em seguida, também com facada. A Divisão de Homicídios (DH) vai pedir imagens do circuito interno do prédio para concluir as investigações.
O crime teria ocorrido por volta das 10h desta terça. A empregada da casa acionou a polícia ao não conseguir entrar. Os corpos de Suzete e de Bárbara estavam em camas, em quartos separados. Drummond foi encontrado na sala.
A família morava no apartamento havia cerca de seis meses, segundo vizinhos, e era muito reservada.
Uma equipe da Divisão de Homicídios, comandada pelo delegado Clemente Braune, foi encaminhada ao local. O carro do Instituto Médico-Legal chegou por volta das 14h.
Leonardo Drummond era diagramador do jornal "O Globo".
Márcia Helena Rodrigues Pereira, que trabalha no mesmo prédio há dois anos e meio, disse que não conhecia pessoalmente a família, mas que via a rotina de pai, mãe e filha todos os dias. Ela afirmou que o clima no prédio é de tristeza. "Ninguém esperava por uma coisa dessas", disse ela.
"Conhecia o casal de vista, eles moravam aqui há seis ou sete meses. Mas ninguém tinha intimidade com eles", declarou Margarida Elizabeth Meireles, 51 anos, que é corretora e mora no quarto andar do prédio.



Repórter revela esquema de cachê no auditório do 'Programa do Jô' Acabou o Brasil / R7 24 Setembro de 2013 - 12:49


Ser convidado para participar da primeira fileira do auditório do Programa do Jô [Soares] rende um bom cachê, entregou a repórter/manequim Monica Apor, que estreou na TV fazendo figuração-paga no talk-show.
A remuneração é curiosa porque era mais comum em programas menos procurados e de emissoras miúdas, ou seja, aqueles que ninguém quer ir. Tem agência que manda modelos de graça, em troca apenas da exposição.
Com os auditórios mais disputados do País, até a Globo paga para garantir a beleza ao telespectador e seduzir o anunciante, agregando valor à atração.
Além do cachê, a produção providencia transporte, figurino e maquiagem.
"INTELIGÊNCIA PARA BATER PALMAS"
Entrevistada pelo CQC, a também modelo Monica Apor dedurou o ex-patrão:
— Comecei [na TV] fazendo a primeira fileira do Jô. É tudo pago, viu gente! E tem que ser inteligente para estar lá, viu.
Foi quando a jornalista, ex-capa da Playboy, concluiu:
— Eles [do Programa do Jô] só pegam modelos que fazem faculdade para ficar na primeira fila. Lá na Globo é tudo tão chique que só "pra bater palma" tem que ser inteligente.
Foi o que disse a repórter, com a boca no microfone da Band, sua atual firma. Inteligente!
foto 2 Repórter revela esquema de cachê no auditório de Jô Soares
Foto: Francisco Cepeda/AgNews/Divulgação/Montagem Acabou o Brasil!