MATANDO A SUA SAUDADE - GRUPO DE AMIGOS

MATANDO A SUA SAUDADE - GRUPO DE AMIGOS
MATANDO A SUA SAUDADCE - GRUPO DE AMIGOS

RÁDIO PALESTINA FM 104,9

rádio palestina fm

terça-feira, 17 de junho de 2014

Lateral esquerdo de Portugal e do Real Madrid está fora da Copa Jogador se machucou na estreia contra a Alemanha e não poderá mais defender a seleção lusa no Brasil iG 17 Jun de 2014 - 15:57

Foto: Getty Images
Coentrão está fora da Copa do Mundo 


Fábio Coentrão está fora da Copa do Mundo. Nesta terça-feira, a FPF (Federação Portuguesa de Futebol) afirmou em seu Twitter oficial que o jogador do Real Madrid não terá mais condições de defender a seleção lusa no Mundial por conta de uma lesão na coxa.
"Fábio Coentrão não pode jogar mais neste Mundial. Hugo Almeida e Rui Patrício vão iniciar trabalho de recuperação", disse a FPF, sem informar o prazo de recuperação.
Antes mesmo da confirmação oficial, o próprio atleta já temia pelo pior. "Eu honestamente acho que a Copa do Mundo acabou para mim. Estou certo que é uma lesão séria, embora eu espere que eu esteja errado. Infelizmente, essas coisas acontecem no trabalho", disse o lateral ao jornal espanhol AS.
Depois de ser goleada pela Alemanha na estreia, a seleção portuguesa volta a campo no domingo, dia 22 de junho, contra os Estados Unidos, em Manaus.

Pouco inspirado, Brasil para em goleiro e empata com México Rodada do Grupo A da Copa do Mundo será completada na quarta-feira, às 19h (de Brasília), quando Camarões encara a Croácia na Arena Amazônia Terra 17 Jun de 2014 - 18:24

Foto: Vipcomm
Brasil teve chance com Fred, mas bandeira já havia marcado impedimento 


A Seleção Brasileira sofreu no gramado do Castelão na tarde desta terça-feira: em partida em que suas principais estrelas não tiveram o brilho esperado, a maior delas – Neymar – parou em grande atuação do goleiro Ochoa. Com momentos de tensão e boas chances desperdiçadas, o Brasil empatou com o México por 0 a 0, em partida da segunda rodada da Copa do Mundo, em Fortaleza (CE).
Ochoa fez pelo menos quatro defesas dificílimas no Castelão: duas em finalizações de Neymar dentro da área e outras duas em bolas alçadas na área pelo camisa 10 do Brasil. O resultado deixa as equipes empatadas na liderança do Grupo A, com quatro pontos – ambas venceram a estreia, sendo que os brasileiros passaram pela Croácia, enquanto os mexicanos levaram a melhor sobre Camarões.
A rodada do Grupo A da Copa do Mundo será completada na quarta-feira, às 19h (de Brasília), quando Camarões encara a Croácia na Arena Amazônia, em Manaus (AM). As últimas partidas da chave serão disputadas ao mesmo tempo na segunda-feira, às 16h. A Seleção Brasileira terá pela frente os camaronenses, no Estádio Mané Garrincha, em Brasília. Já croatas e mexicanos duelam na Arena Pernambuco, no Recife (PE).
Jogo parelho após Hino emocionante
Depois de uma execução emocionante do Hino Nacional no gramado do Castelão, a Seleção Brasileira entrou em campo modificada, com Ramires na vaga do debilitado Hulk, vetado pelo departamento médico. Mesmo com o meio-campo reforçado, o Brasil acabou dando espaço aos mexicanos e não teve domínio absoluto da partida no primeiro tempo. O primeiro susto foi brasileiro: Herrera deu chute perigoso de fora da área, e Júlio César desviou para fora aos 24min.
Já o Brasil chegou bem aos 26min, em cruzamento de Daniel Alves e cabeçada de Neymar, que obrigou o goleiro Ochoa a fazer excelente defesa. Aos 40min, mais um chute mexicano de média distância assustou: Vázquez arriscou de fora da área e mandou a bola rente à trave de Júlio César. A resposta foi, novamente, na bola área: Neymar levantou na área, Thiago Silva ajeitou e Paulinho foi travado por Ochoa em finalização aos 43min.

Fred cai em campo em disputa com mexicanos na segunda partida da Seleção na Copa do Mundo (Foto: Vipcomm)

Pressão brasileira, sustos e show de Ochoa
Para o segundo tempo, o técnico Luiz Felipe Scolari retomou a formação da primeira partida, tirando Ramires para colocar Bernard. A mudança não surtiu efeito, e os mexicanos passaram a dominar a partida, acuando a Seleção Brasileira em seu campo de defesa. Nos primeiros minutos, foram três finalizações perigosas, com Guardado, Giovani dos Santos e Herrera – a última, aos 12min, assustou o torcedor brasileiro e passou por cima.
Felipão, então, trocou Fred por Jô. A mudança fez o time acordar em campo e se atirar para cima do México. Aos 24min, uma troca de passes no ataque gerou cruzamento para Neymar, que dominou na grade área e chutou; Ochoa fez grande defesa. No rebote Daniel Alves tentou o cruzamento, mas foi rebatido pela defesa mexicana. A pressão que se seguiu foi acompanhada de erros de passe e finalização.
Aos 30min, Bernard lançou Jô pela esquerda; o atacante arriscou chute cruzado, mas errou o alvo. O México teve grande chance em cobrança de falta aos 35min, após entrada dura de Thiago Silva para matar contra-ataque que poderia ser “mortal”. Mas Giovani dos Santos acertou na barreira. Felipão, então, colocou Willian em campo, na vaga de Oscar.
A Seleção Brasileira ainda teve grande chance, depois de Jô arranjar falta na ponta esquerda. Na cobrança, Neymar jogou a bola na medida para cabeçada firme de David Luiz, mas mais uma vez o goleiro Ochoa salvou com excelente defesa. O México ainda deu um último susto, com contra-ataque que culminou com chute cruzado de Jiménez, bem defendido por Júlio César.

domingo, 15 de junho de 2014

Receita paga 1º lote de restituição do Imposto de Renda nesta segunda Serão depositados quase R$ 2 bilhões na conta de 1,36 milhão de contribuintes, a maioria idosos; saiba se você está na lista iG 15 Jun de 2014 - 11:30


Foto: Getty Images / Thinkstock
Idosos são 93% dos contemplados no 1º lote de restituição 


A Receita Federal deposita nesta segunda-feira (16) R$ 1,9 bilhão nas contas de 1.350.668 contribuintes que estão no 1º lote de restituição do Imposto de Renda 2014. Outros cerca de R$ 100 mil serão pagos a 10.360 pessoas que caíram na malha fina nos exercícios de 2008 a 2013.
Ao todo, o Fisco vai pagar R$ 2 bilhões para 1.361.028 de contribuintes, dos quais 1.275.541 idosos (93,7%) e 85.487 portadores de deficiência ou doença grave.
Para saber se está entre os contemplados, o contribuinte deve acessar o site da Receita Federal ou ligar para o telefone 146. Também é possível consultar a liberação por meio dos aplicativos do Fisco para tablets e smartphones.
Caso o valor não seja creditado, o contribuinte deve ir a uma agência do Banco do Brasil ou ligar para a Central de Atendimento 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades), ou 0800-729-0088 (deficientes auditivos) e solicitar o agendamento do depósito em conta-corrente ou poupança, em seu nome, em qualquer banco.
A restituição fica disponível durante um ano. Caso o valor não seja levantado, é possível fazer o requerimento por meio do Formulário Eletrônico - Pedido de Pagamento de Restituição, disponível no site da Receita. A solicitação ainda pode ser feita pelo e-CAC no serviço Extrato do Processamento da DIRPF.
 

Banqueiro Moise Safra morre aos 79 anos, dizem fontes Safra estava profundamente envolvido nos assuntos da comunidade judaica no Brasil, gastava uma grande parte de seu tempo e fortuna com projetos de saúde, educação e caridade, além de pagar a construção de sinagogas e centros comunitários. Por Guillermo Parra-Bernal- (Reuters) 15 Jun de 2014 - 17:15

Foto: Divulgqação
Safra era um dos homens mais ricos do mundo 


SÃO PAULO - O banqueiro Moise Safra morreu na sexta-feira, aos 79 anos, após um ataque cardíaco, disseram à Reuters duas fontes com conhecimento da situação.
Uma das fontes disse que Moise, segundo dos três irmãos que fundaram o Grupo Safra em meados da década de 1950, estava em observação no Hospital Israelita Albert Einstein por alguns dias. O financista tinha lutado contra o Mal de Parkinson nos últimos anos, disse a fonte, que não pode falar do assunto publicamente.
Moise Safra foi sepultado em São Paulo neste domingo, disse uma segunda fonte à Reuters.
Safra estava profundamente envolvido nos assuntos da comunidade judaica no Brasil, gastava uma grande parte de seu tempo e fortuna com projetos de saúde, educação e caridade, além de pagar a construção de sinagogas e centros comunitários.
Os esforços para ouvir vários porta-vozes da família Safra em Nova York e São Paulo foram infrutíferos.
Seu irmão mais novo Joseph teria pago 2,5 bilhões de dólares por 50 por cento de participação de Moise no Banco Safra, em 2006, pondo fim a anos de disputas sobre a direção do banco.
Edmond, irmão mais velho e um dos mais proeminentes banqueiros privados do século passado, morreu em dezembro de 1999, num incêndio criminoso em sua casa em Monte Carlo.
A fortuna de Moise Safra foi estimada em 2,5 bilhões de dólares pela revista Forbes neste ano. Ele era casado com Chella Safra Cohen, e deixa cinco filhos.
(Reportagem adicional de Asher Levine)
 

Animação brasileira "O Menino e o Mundo" vence festival na França Pelo segundo ano consecutivo, País leva prêmio em evento francês considerado "o Cannes" do gênero iG 15 Jun de 2014 - 12:07

Foto: Divulgação
Cena de O Menino e o Mundo 


O brasileiro "O Menino e o Mundo", de Alê Abreu, ganhou neste sábado (14) o principal prêmio do Festival de Annecy, evento francês considerado "o Cannes da animação".
O filme levou também o prêmio do público.
A vitória mostra o bom momento da animação brasileira, já que no ano passado o Brasil também foi campeão do festival, com "Uma História de Amor e Fúria" - o primeiro filme brasileiro selecionado para a competição principal em 53 anos de evento.
O filme conta a história de um menino que parte em busca do pai. Durante a jornada, passa por um mundo fantástico com máquinas-bichos e outros seres inusitados, refletindo sobre questões culturais e políticas.
"O Menino e o Mundo" é o segundo longa de Abreu e tem música-tema composta pelo cantor Emicida. A trilha sonora também tem Naná Vasconcelos, Barbatuques e GEM – Grupo Experimental de Música.
 

Galisteu sobre anorexia: "Não vou admitir que me chamem de doente" Apresentadora rebateu boatos em presença no Domingo Legal UOL 15 Jun de 2014 - 13:12

Foto: Foto Rio News
Adriane Galisteu vai à TV e diz que não sofre de anorexia 


A apresentadora Adriane Galisteu foi ao "Domingo Legal", neste domingo (15), e rebateu os boatos de que estaria anoréxica. 
"Estou longe de ser anoréxica. Eu acho que estou bem. Não me peso. Para quê pesar? Acho que a neurose começa por aí. Eu tenho que deixar a minha família feliz com a minha felicidade, não com o meu peso", disse, em conversa com Celso Portiolli.
Galisteu contou ainda o quanto as notícias que estaria sofrendo com a doença a chatearam. "Fiquei chateada. Anorexia é tão grave. Me comparar a uma doente?! É uma doença grave e pode levar à morte. Eu não vou admitir que me chamem de doente", desabafou.
Ela aproveitou o espaço e deu conselhos a gordinhas. "Sou uma mulher que como, estou com 41 anos, malho para comer. E você, que se sente gordinha, e se sente feliz...tem que ser feliz, tem que se agradar", concluiu.
Em maio, depois que Galisteu surgiu em um evento mais magra, alguns sites especularam sobre a possibilidade da apresentadora estar sofrendo da doença, sempre negado por ela mesma.
 

Lendário cantor de jazz Jimmy Scott morre aos 88 anos Conhecido como "Little Jimmy Scott", o americano de Cleveland (Ohio) morreu de causas naturais na quinta-feira em sua casa em Las Vegas, segundo informou seu agente Jean-Pierre Leduc à imprensa local. EFE 15 Jun de 2014 - 17:52

Washington, 15 jun (EFE).- O cantor Jimmy Scott, uma lenda do jazz conhecida por seu registro incomum de contralto, morreu aos 88 anos de idade.
Conhecido como "Little Jimmy Scott", o americano de Cleveland (Ohio) morreu de causas naturais na quinta-feira em sua casa em Las Vegas, segundo informou seu agente Jean-Pierre Leduc à imprensa local.
Scott sofria da síndrome de Kallmann, uma doença genética que o impediu de chegar à puberdade e desenvolver seu corpo, o que afetou também suas pregas vocais, dando-lhe um timbre único.
Sua voz comoveu artistas de vários âmbitos musicais e gerações desde as cantoras Billie Holiday e Dinah Washington a Axl Rose do Guns N'Roses e Madonna, que já disse: "Jimmy Scott é o único cantor que me faz chorar".
Começou a cantar profissionalmente na década de 1940 e, em 1948, se uniu à banda de Lionel Hampton, com a qual fez sua estreia fonográfico com "Hampton" em 1950 que incluiu temas como "Everybody's Somebody's Fool", um sucesso musical da época.
Socott deixou a banda e entre 1951 e 1955 gravou discos com companhias como Royal Roost, Coral, Roost Records até que se passou a Savoy Records, com a qual lançou seu primeiro LP "Very Truly Yours".
Em 1962 assinou com Ray Charles, que produziu seu álbum "Falling in Love Is Wonderful", seguido por 20 discos com outras fonográficas como "The Soul of Little Jimmy Scott", "The Fabulous Voice of Jimmy Scott", "Jimmy Scott", "Regal Records Live in New Orleans", "Over the Rainbow" e "Moon Glow", entre outros.
Em 1992 Scott foi indicado ao Grammy de melhor interpretação vocal de jazz com o álbum "All the Way" e durante sua carreira colaborou com artistas como Elton John, Bruce Springsteen, Sting, Lou Reed e Michael Stipe.
Nos Estados Unidos o músico é lembrado, ainda, por sua aparição no capítulo final da série "Twin Peaks", na qual cantou "Sycamore Trees", coescrita com o criador da série, David Lynch.
 

Sérgio Reis é transferido para SP após noite em UTI Ele faria um show durante a festa junina de um clube de São Carlos ao lado do cantor e compositor Renato Teixeira. 15 Jun de 2014 - 15:13

Foto: Divulgação
O artista está estável e lúcido, segundo o boletim médico da Casa de Saúde 

O cantor Sérgio Reis, de 73 anos, foi transferido na manhã deste domingo, 15, para o Hospital Albert Einstein, em São Paulo. Ele passou a noite de sábado, 14, internado na Unidade de Terapia Intensiva(UTI) da Casa de Saúde, em São Carlos, com uma crise de taquiarritmia, distúrbio que acelera o coração, ultrapassando 100 batidas por minuto.
O artista está estável e lúcido, segundo o boletim médico da Casa de Saúde. Sérgio se esqueceu de tomar um remédio para o coração por dois dias seguidos e, na tarde de sábado, passou mal no hotel onde se hospedava.
Ele faria um show durante a festa junina de um clube de São Carlos ao lado do cantor e compositor Renato Teixeira. Sérgio Reis, autor de Coração de Papel, fará aniversário no próximo dia 23.
 

Suíça frustra invasão 'amarela' e vira sobre o Equador nos acréscimos Seferovic sai do banco para acabar com a festa sul-americana ESPN.com.br 15 Jun de 2014 - 15:14

Foto: Reuters
Jogadores da Suíça fazem a festa com a vitória no Estádio Nacional, em Brasília 


Para o céu.

O Equador tinha o caminho para a vitória. Passava pela inspiração que vem de Christian Benítez, falecido em julho do ano passado e cujo pai acompanha a delegação em sua base em Viamão, região metropolitana de Porto Alegre. Passava ainda pelas bolas aéreas e uma fórmula que sempre funcionou em Copas. Até funcionou uma vez neste domingo, mas a Suíça respondeu na mesma moeda e virou nos minutos finais para 2 a 1, no Estádio Nacional, em Brasília.
Enner Valencia, sozinho na área, abriu o placar em cruzamento de Ayovi e cabeçada para o fundo das redes ainda no primeiro tempo. Na volta do intervalo, dessa vez em escanteio, o substituto Admir Mehmedi igualou a conta e Seferovic conseguiu a vitória nos acréscimos.
A Suíça fez, assim, valer todo o seu favoritismo de cabeça de chave: mesmo com imensa maioria nas arquibancadas, os equatorianos não aproveitaram todo apoio de fora para tirar proveito do clima ameno da capital federal que minimizou um possível desgaste excessivo em campo - sobretudo, para uma equipe que escolheu se preparar no frio gaúcho.
Essa foi a primeira vez em sua história nas Copas que o time comandado por Reinaldo Rueda atuou sem o seu tradicional uniforme amarelo.

Caicedo (à esq.) disputa com Behrami: jogo foi equilibrado em Brasília (Foto: Getty Images)

As camisas que lotaram o Mané Garrincha empurraram, mas não conseguiram garantir os três pontos. A pressão inicial até foi toda do time sul-americano enquanto que a Suíça conseguia se desvencilhar apenas quando subia pelas laterais, principalmente com Lichtsteiner, quase sempre levando perigo.
Com 10 minutos, o jogo já se encontrava mais equilibrado e, mesmo sem a mesma intensidade, as melhores chances ficavam com os europeus. Primeiro, com Xhaka recebendo na intermediária, ajeitando e chutando à direita do gol; e depois com Shaqiri fazendo jogava individual, abrindo espaço e finalizando para a defesa de Alejandro Domínguez.
Aos 22, veio a resposta equatoriana.
Ayovi bateu falta com perfeição e encontrou Enner Valencia, sem marcação, para testar e abrir o placar em Brasília. Os dois colocaram à prova todo o entrosamento que vem do Pachuca-MEX, onde atuam juntos. Detalhe: 50% dos gols do país em Mundiais tiveram como origem cabeçadas.
Mesmo atrás no marcador, Suíça não se abalou. Em cruzamento para Behrami e chute da intermediária de Inler, o empate passou perto. Ainda houve tempo antes da ida para o intervalo de os equatorianos reclamarem pênalti em Felipe Caicedo.
O Equador seguiu acuado na volta dos vestiários.

No último lance, em rápido contra-ataque, a Suiça foi recompensada (Foto: Getty Images)

Logo aos dois minutos, Lichtsteiner surgiu na frente mais uma vez e levou perigo em finalização. No lance seguinte, não deu: em cobrança de escanteio, Ricardo Rodriguez mandou na área e Admir Mehmedi, que entrou no retorno para o segundo tempo, deixou tudo igual.
Demorou, mas os sul-americanos conseguiram ameaçar somente aos 14 minutos, sempre com ele, Enner Valencia, recebendo na entrada da área, abrindo espaço e chutando por cima do gol. Jefferson Montero também chegou bem em corte seco e arremate pela esquerda.
Shaqiri, então, deu um susto na torcida equatoriana, arrancando o grito de gol em saída para o contra-ataque em velocidade, passe para a esquerda e chute na rede pelo lado de fora. Antes disso, os suíços ainda tiveram um gol corretamente anulado de Drmic, em posição de impedimento.
O Equador precisava reagir e conseguiu aos 29, em trapalhada da defesa suíça, dividida de bola entre Benaglio e Enner Valencia e corte providencial de Von Bergen, afastando. A equipe ainda viu Benaglio quase entregar em cobrança de falta de Arroyo e tentativa do goleiro de adivinhar o canto aos 41.
O troco foi cruel: Behrami roubou bola e passou para Rodriguez, que encontrou Seferovic e marcou o gol da vitória.
A primeira rodada no grupo E ainda será completada com o confronto entre França e Honduras no Beira-Rio, em Porto Alegre, às 16h (de Brasília.
 

Jornal divulga jogadores croatas nus e entrevistas são suspensas Imagens feitas em hotel baiano já se difundiram em vários jornais europeus Gazeta press / Superesportes 15 Jun de 2014 - 15:19


Foto: Reprodução / Jornal Record
Jornal Record, de Portugal, também divulgou a imagem dos croatas despidos na piscina 


Um jornal da Croácia divulgou fotos dos jogadores da seleção nus no hotel em que a equipe está hospedada, em Mata de São João, na Bahia. “Constrangidos”, os atletas não concederão mais entrevistas após os treinamentos, segundo o técnico Niko Kovac.
“Eles têm família, e elas viram as fotos. Não é um momento fácil para eles, então não vão mais dar entrevistas. São pessoas que têm filhos e filhas. Os atletas ficaram muito nervosos com a situação. É constrangedor”, disse o treinador a uma publicação croata.

A partir de hoje, os jogadores croatas só falarão nas entrevistas oficiais da Fifa, que acontecem sempre no dia anterior de cada jogo. Ainda segundos os jornais da Croácia, o clima no elenco não é bom.

Após ser derrotada pelo Brasil por 3 a 1 na abertura da Copa do Mundo, a Croácia enfrenta Camarões nesta quarta-feira, 18 de junho, na Arena Amazônia, em Manaus. A equipe derrotada nesta partida ficará em situação difícil no Mundial com uma rodada de antecedência.
 

França pede investigação da Fifa por drone em treinamento A seleção europeia está no Grupo E, ao lado também de Suíça e Equador. Terra 15 Jun de 2014 - 15:38

Foto: Charles Platiau / Reuters
França se incomodou com invasão de privacidade 


A França pediu que a Fifa investigue uma suposta espionagem em seus treinamentos no Brasil para a Copa do Mundo. O pedido foi feito após aseleção francesa acusar que um drone foi visto sobrevoando a preparação da equipe em Ribeirão Preto, no interior de São Paulo, na última semana. 
"Aparentemente os drones estão sendo utilizados cada vez mais. Não depende de mim, a Fifa lida com isso e estou realizando uma investigação. Não queremos nenhuma intrusão em nossa privacidade", disse o treinador francês Didier Deschamps, segundo o site internacional Russia Today. 
Os franceses fazem a estreia da Copa do Mundo neste domingo, quando enfrentam a seleção de Hondurasem Porto Alegre. A seleção europeia está no Grupo E, ao lado também de Suíça e Equador.

Messi estará no centro das atenções em estreia argentina no Maracanã Quatro vezes eleito melhor jogador do mundo, Messi lidera o ataque da argentina, que inclui Sergio Aguero e Ángel Di María, e deve dar muito trabalho à defesa dos times rivais. Reuters 15 Jun de 2014 - 15:57

Lionel Messi com o filho Thiago na festa do título (Foto: Agência AP) 


Lionel Messi estará no centro das atenções neste domingo, quando a Argentina fará a estreia na Copa do Mundo em partida contra a Bósnia, no Maracanã.
Quatro vezes eleito melhor jogador do mundo, Messi lidera o ataque da argentina, que inclui Sergio Aguero e Ángel Di María, e deve dar muito trabalho à defesa dos times rivais.
A equipe, que busca o terceiro título mundial, estreia na Copa contra uma inexperiente Bósnia, que vai contar gol de Edin Dzeko.
Astro do Barcelona, Messi está sob grande pressão para adicionar um troféu de Copa do Mundo ao currículo quase impecável.
(Reportagem de Michael Kahn)
 

Longas filas fazem milhares de torcedores perderem início de jogo em Brasília O governo brasileiro tomou medidas especiais para incrementar a segurança para o torneio, com cerca de 100 mil policiais vistoriando as 12 cidades-sede, auxiliados por 60 mil soldados do Exército. (Reuters) 15 Jun de 2014 - 16:06

Foto: Ilustração
 


BRASÍLIA - Milhares de torcedores acabaram perdendo o início do jogo do Grupo E da Copa do Mundo entre Suíça e Equador neste domingo, a primeira partida realizada em Brasília, devido a longas filas para revista de segurança. 
O torneio tem decorrido sem grandes problemas nos últimos quatro dias, diferente do que era esperado, mas os torcedores que aguardaram em filas por horas e tiveram de ouvir a torcida comemorando ficaram desapontados do lado de fora do Estádio Nacional Mané Garrincha.
"Eu estou há uma hora esperando para entrar. É uma falta de organização", disse Júlio Mena, com a cara pintada com as cores de seu país natal, o Equador. Ele e outros acabaram ficando sob o escaldante sol de Brasília, esperando no estacionamento do estádio, esvaziado por motivos de segurança.
Um segurança disse à Reuters que a organização da partida havia decidido acelerar os procedimentos de segurança a cinco minutos do início da partida, passando a checar apenas as mochilas e fazendo com que os torcedores passassem pelo detector de metais, em vez de fazer a revista completa.
O governo brasileiro tomou medidas especiais para incrementar a segurança para o torneio, com cerca de 100 mil policiais vistoriando as 12 cidades-sede, auxiliados por 60 mil soldados do Exército. 
O Mané Garrincha, o mais caro dos 12 estádios do torneio, esteve no foco dos manifestantes nas últimas semanas. Muitos brasileiros reclamaram que os gastos com a Copa do Mundo poderiam ter sido empregados em áreas como educação e saúde.
No domingo, no entanto, a festa dos torcedores acabou ofuscando um pequeno protesto com cerca de 130 pessoas, entre elas grevistas da área da educação. Os manifestantes pararam quando acessaram o cordão policial que os separavam do estádio e concordaram em deixar pacificamente a área quando o jogo começou.
(Por Anthony Boadle)
 

Ingenuidade no fim colocou esforço do Equador a perder, diz técnico A Suíça venceu por 2 x 1 o jogo que marcou a estreia do Grupo E com um gol de contra-ataque nos acréscimos, de Haris Seferovic. A equipe do Equador tinha vantagem no primeiro tempo. (Reuters) 15 Jun de 2014 - 17:24

 


BRASÍLIA - A seleção equatoriana sofreu uma derrota no domingo para a Suíça devido a uma ingenuidade no fim jogo que colocou a perder a concentração mostrada durante os 90 minutos, disse o treinador Reinaldo Rueda.
A Suíça venceu por 2 x 1 o jogo que marcou a estreia do Grupo E com um gol de contra-ataque nos acréscimos, de Haris Seferovic. A equipe do Equador tinha vantagem no primeiro tempo.
"Perdemos a ordem que havia sido uma das características do Equador, a emoção nos traiu. A Suíça administra muito bem a saída rápida, no minuto final houve desordem e nos custou o jogo", afirmou o colombiano Rueda.
"Cometemos uma ingenuidade que nos custou o jogo. Não nos superou o rival, nunca passou por cima da gente", acrescentou.
O Equador precisava de um bom resultado para encarar com tranquilidade os jogos que tem pela frente na primeira fase, em que ainda enfrentará França e Honduras.
"Nos faltou desequilibrar mais no segundo tempo, foi uma questão de falta de decisão e conceitualização ofensiva", explicou Rueda.
"Agora só resta essa parte do ânimo, assimilar este resultado adverso e seguir trabalhando", ressaltou.
(Reportagem de Brian Homewood)

sábado, 14 de junho de 2014

Itália vence a Inglaterra e o calor amazônico de Manaus Equipes se enfrentaram pelo "grupo da morte"; Costa Rica é líder r7.com 14 Jun de 2014 - 21:03

 Jogadores da Itália comemoram o gol de Balotelli Getty Images


Sob um calor de mais de 30°C, Inglaterra e Itália se enfrentaram neste sábado, em Manaus, pelo apelidado “grupo da morte”, e os italianos se deream melhor: 2 a 1.
Sem poder contar com o capitão Buffon, lesionado, a Itália saiu na frente na Arena Amazônia. Candreva tocou para Pirlo, que fez um lindo corta-luz e deixou a bola limpa para Marchisio; o camisa oito acertou um chute rasteiro no canto direito de Joe Hart.

Mas a alegria da torcida italiana durou pouco. No lance seguinte, Rooney desceu rápido pela esquerda e cruzou na medida para Sturridge, que chegou livre de marcação e empatou o marcador.
No segundo tempo as equipes voltaram sem mudanças para o campo, mas o ritmo seguiu acelerado. Mesmo com o desgaste físico dos atletas, o jogo voltou pegando fogo. Logo aos 5 minutos, Candreva cruzou a bola na medida para Mario Balotelli, que passou por trás do marcador e cabeceou para colocar a Azurra novamente na frente do placar. E foi só: no duelo de campeões mundiais, vitória da Itália.
Na próxima rodada a Inglaterra encara o Uruguai em São Paulo, no dia 19, enquanto a Itália terá a Costa Rica pela frente, na Arena Pernambuco, no dia 20.

Família, amigos e torcedores participam da missa de 7º dia de Fernandão Fernanda e os filhos Enzo e Eloá vieram de Goiás para participar da homenagem Zero Hora 14 Jun de 2014 - 01:06

Foto: Agência RBS
Rafael Moura (na frente) e Abel Braga marcaram presença na cerimônia 


"Deus concede o tempo certo no momento certo. Por isso, houve tempo para tudo"

As palavras acima, de Fernanda Costa, a esposa de Fernandão, estavam escritas em um folheto distribuído na entrada da igreja do Rosário, no centro de Porto Alegre, onde foi realizada a missa de sétimo dia do ídolo colorado, na noite desta sexta-feira. Ela e os dois filhos mais novos do ex-capitão do Inter, Enzo e Eloá, vieram de Goiás para participar da homenagem.
As palavras acima, de Fernanda Costa, a esposa de Fernandão, estavam escritas em um folheto distribuído na entrada da igreja do Rosário, no centro de Porto Alegre, onde foi realizada a missa de sétimo dia do ídolo colorado, na noite desta sexta-feira. Ela e os dois filhos mais novos do ex-capitão do Inter, Enzo e Eloá, vieram de Goiás para participar da homenagem.
Eles receberam o carinho de centenas de torcedores colorados presentes na cerimônia. Dirigentes e jogadores do clube, como Alex, Rafael Moura, Índio e o técnico Abel Braga, além do presidente da Federação Gaúcha de Futebol, Francisco Novelletto, fizeram questão de dar um abraço de conforto na família.

— Se eu estou no Inter hoje, é graças a ele. Cabe a nós, agora, dar forças para a família. Precisamos fazer o máximo para honrá-lo e dar alegria para a torcida — afirmou Rafael Moura. 

Gelson Pires, secretário-geral do Inter, contou que será construído um novo memorial para o ídolo no Estádio Beira-Rio. O atual espaço, onde dezenas de torcedores escreveram mensagens e depositaram flores desde o último sábado, está sofrendo com a ação da chuva.

— Queremos também fazer uma estátua do Fernandão levantando a taça do Mundial. A ideia é inaugurá-la no dia 17 de dezembro, data da conquista. É nosso dever prestar essas homenagens — ressaltou.

Segundo revista, Schumacher foi transferido para ala de reabilitação Revista germânica Bunte disse que o heptacampeão de Fórmula 1 já está fora de perigo Gazeta esportiva / Terra 14 Jun de 2014 - 01:24

Foto: Getty Images
Schumacher saiu da UTI, segundo revista 


Internado desde a última semana de 2013 por conta de grave acidente de esqui, o alemão Michael Schumacher teria apresentado evolução em seu quadro médico. Segundo a revista germânica Bunte o heptacampeão do Mundial de Fórmula 1 já está fora de perigo e foi transferido da UTI do Hospital de Grénoble para uma ala de reabilitação.
A assessora de imprensa de Schumacher, Sabine Kehm, não se manifestou sobre o caso. Há dois meses, ela afirmou que o ex-piloto demonstrava "pequenos porém animadores" sinais de melhora. Poucas semanas depois negou que ele estivesse deixando a UTI no hospital da França.
Considerado um esquiador experiente, Schumacher sofreu um acidente quando esquiava na localidade francesa de Meribel, em 29 de dezembro. Ele bateu a cabeça em uma pedra e está em coma desde então, internado no Hospital de Grénoble.
Nesta semana, jogadores da seleçao alemã de futebol mandaram mensagens de apoio ao heptacampeão mundial da Fórmula 1. Concentrados em Santa Cruz Cabrália, na Bahia, para a Copa do Mundo os jogadores Julian Draxler, Benedikt Howedes e Bastian Schweinsteiger encontraram uma oportunidade para desejar força ao ex-piloto. "Hoje, em São Paulo, começa a Copa do Mundo. Onde você pilotou pela última vez na Fórmula 1 #KeepFightingMichael", publicou Howedes em sua conta no Twitter.

Com 'Armeration', Teó e James, Colômbia bate Grécia na estreia Com forte apoio no Mineirão, cafeteros abrem o placar com ex-palmeirense, perdem domínio, mas substituto de Falcao García brilha, e Rodriguez define gl 14 Jun de 2014 - 19:18




A onda amarela que invadiu o Mineirão cantou, gritou, xingou e ainda sofreu um pouco, mas saiu em festa na estreia dos cafeteros na Copa do Mundo. Frente a uma valente Grécia, que saiu do seu estilo e chegou a dominar o duelo no primeiro tempo, a Colômbia marcou a sua volta à Copa do Mundo depois de 20 anos com uma bela vitória por 3 a 0. Ex-lateral do Palmeiras, Armero abriu o placar com um go chorado; Teó Gutiérrez, que herdou a camisa 9 de Falcao García, ampliou; e o toque final do habilidoso camisa 10, James Rodriguez, completou a festa em Belo Horizonte.
Com 57 mil pessoas – 90% colombianos – no estádio, a torcida cafetera aplaudiu e gritou "olé" para seus habilidosos meias e atacantes. Cuadrado e James Rodriguez fizeram ótima partida, com destaque para o canhoto e camisa 10 do Monaco no corta-luz para o gol de Armero logo no início do jogo. Depois, aproveitou passe de calcanhar de Cuadrado e deixou o seu. Na frente, Ibarbo impressionou pela força física e velocidade.

Uruguai cede virada para Costa Rica, e brasileiros ironizam 1950 com olé Celeste não confirma favoritismo, prova do veneno usado no Brasil há 64 anos e inicia mal no grupo da morte em jogo com brilho do jovem Campbell globo.com 14 Jun de 2014 - 19:20




Os uruguaios dominaram as cadeiras brancas do Castelão para ver neste sábado o início de uma caminhada semelhante à de 1950, quando, numa Copa no Brasil, calou um estádio cheio de brasileiros e levou o Mundial. Não faltaram faixas e camisetas em alusão ao Maracanazo, mas o que se viu foi um Castelazo. Como num roteiro maquiavélico e genial, os papéis se inverteram. Favorito, o Uruguai cedeu virada de 3 a 1 para a antes pouco expressiva Costa Rica. O Ghiggia dos trópicos se chama Campbell e, como num exército de um homem só, dizimou em 90 minutos uma equipe montada com rigor espartano durante quase uma década por Óscar Tabárez. E que terminou amealhando a antipatia dos anfitriões castigados há 64 anos, numa ironia regada a gritos do mais amarelinho dos “olés”.
Faltou Luis Suárez, que ficou no banco por recuperação de cirurgia no joelho realizada há 23 dias. O ataque até parecia não sentir a ausência. Marcou cedo, aos 23 minutos, com Cavani, em pênalti bem marcado pelo árbitro alemão Felix Brych, um puxão sem cerimônias de Díaz sobre Lugano. Pobre Lugano, aliás. Pobres também foram Godín, Gargano, Arévalo Rios… todos que tentaram marcar um atacante que nem era para estar em campo.

Aos 21 anos, iria perder espaço para Saborio, titular que não foi à Copa por lesão. Ele empatou aos 9 minutos do segundo tempo. A virada veio logo depois, com Duarte, aos 12. No fim, Ureña decretou o placar, em passe magistral, de Campbell. Façanha grandiosa dos “Ticos”, torcedores costarriquenhos que, em minoria, calaram as gargantas confiantes dos charruas, na primeira vitória do país contra campeões do mundo numa Copa.
Neste sábado, ainda jogam Inglaterra e Itália, no encerramento da primeira rodada do Grupo D. O Uruguai enfrenta os ingleses na quinta-feira, às 16h (de Brasília), na Arena Corinthians. A Costa Rica mede forças com os italianos na sexta, às 13h, na Arena Pernambuco.